PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Ouça o Giro UOL Economia com os destaques desta quinta, 17 de março

Do UOL, em São Paulo

17/03/2016 20h02

Mercado financeiro

A Bolsa disparou e fechou em alta de 6,6%, com 50.913,79 pontos. Essa foi a maior alta percentual diária em sete anos, desde 2 de janeiro de 2009.

O dia foi marcado, de novo, pelo noticiário político, com a suspensão da posse do ex-presidente Lula como ministro da Casa Civil.

A alta de hoje foi generalizada. Das 61 ações que compõem o Ibovespa, só quatro fecharam em baixa: três ligadas ao setor de papel e celulose e a Embraer, que foi acusada de receber pagamentos ilícitos na venda de aviões militares para a República Dominicana.

As ações da Petrobras saltaram 12,03%, e foram vendidas a R$ 8,10. Os papeis da mineradora Vale avançaram 3,70%, para R$ 10,94.

Entre os bancos, as ações do Banco do Brasil tiveram a maior alta, de 14,37%, negociadas a R$ 20,69.

As siderúrgicas também tiveram bom desempenho. As ações da Usiminas subiram 10,40%, para R$ 1,91, e as da CNS avançaram 18,18%, para R$ 7,93.

No mercado de câmbio, o dólar fechou em baixa de 2,29%, cotado em R$ 3,653. Essa foi a maior queda percentual diária desde 3 de novembro de 2015.

Leia mais

 


Rombo fiscal

As contas públicas podem ter um rombo de até R$ 79,5 bilhões neste ano. É o que aponta a pesquisa Prisma Fiscal, feita mensalmente pelo Ministério da Fazenda.

Para o próximo ano a previsão é de um saldo negativo de R$ 71,3 bilhões nas contas do governo. Esse resultado indica que o mercado tem pouca fé na aplicação de medidas efetivas de ajuste fiscal e reequilíbrio da economia.

Leia mais


 

BC vai diminuir intervenção no câmbio

O Banco Central anunciou que vai aproveitar a desvalorização do dólar no mercado internacional para reduzir as intervenções no câmbio.

Para isso a entidade pretende diminuir a venda de contratos de swap cambial, que é uma espécie de “seguro” que protege o comprador contra as variações do dólar e também tem o potencial de segurar uma alta maior da moeda norte-americana.

Hoje o mercado tem um estoque de US$ 108 bilhões. Esses contratos vencem mensalmente, e o BC tem renovado integralmente os swaps para manter o estoque nesse mesmo nível.
Em 2015, as intervenções do Banco Central sobre o preço do dólar geraram gastos de R$ 89,7 bilhões. O valor é cotado em moeda nacional e contribuiu para aumentar a dívida pública.

Leia mais



Crédito para empresas

A procura das empresas por crédito em fevereiro caiu 12,2% na comparação com o mesmo mês do ano passado. É o que mostra o indicador Serasa Experian de Demanda.

A maior redução foi entre as empresas médias, com uma queda de 21,8%. Entre as grandes empresas, o recuo foi de 18%. Já entre as micro e pequenas empresas, a retração foi de 11,6%.

A crise econômica, os juros altos e as incertezas no mercado são os principais responsáveis por esse quadro.

Leia mais



Cortes na Petrobras

A Petrobras planeja um novo Plano de Demissão Voluntária. O objetivo é cortar até 12 mil trabalhadores. Esse número representa 15% do total de 77,8 mil funcionários efetivos da estatal.

A medida faz parte do plano de reestruturação da petroleira, que vai ser apresentado aos empregados ainda neste semestre.

Leia mais

 


Dinheiro a receber

Quem trabalhou como contratado em uma empresa ou como servidor público antes de 4 de outubro de 1988 pode ter dinheiro para receber do Fundo PIS/Pasep.

O Ministério do Planejamento divulgou hoje uma nota dizendo que cerca de 830 mil servidores e empregados públicos têm direito a sacar todo o saldo disponível no fundo. Mas não divulgou dados referentes aos trabalhadores do setor privado.

Em fevereiro, a Controladoria-Geral da União já tinha estimado que um total de 15,5 milhões de pessoas teriam dinheiro a receber do Fundo PIS/Pasep.

Leia mais




Regulamentação aérea

A Anac publicou uma nova regulamentação para exploração dos serviços aéreos no Brasil. Um dos principais pontos é o aumento do limite de participação de capital internacional em companhias aéreas brasileiras.

Essa resolução determina que pelo menos 51% do capital com direito a voto nas empresas nacionais seja de brasileiros. Mas a fatia que estrangeiros podem ter foi elevada de 20% para 49%.

Leia mais



Agenda

Os indicadores de inflação são os destaques na agenda desta sexta-feira.

A Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) vai apresentar dados do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) referentes a março.

A FGV vai trazer a segunda prévia do Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) de março.