PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Ouça o Giro UOL Economia com os destaques desta segunda, 28 de março

Do UOL, em São Paulo

28/03/2016 20h20

Mercado financeiro

A Bolsa fechou em alta de 2,38%, com 50.838,23 pontos. Com isso, o índice Ibovespa acumula alta de 18,8% no mês e de 17,27% no ano.

Hoje os investidores continuavam atentos ao cenário político brasileiro. Os holofotes estavam voltados ao PMDB do Rio de Janeiro, que decidiu romper com o governo federal. Além disso, amanhã o partido tem marcada uma reunião nacional para discutir o apoio ao Planalto.

O desempenho de hoje da Bovespa foi puxado, principalmente, pelo resultado positivo de ações de estatais, além dos bancos. O destaque foi para a Petrobras. As ações preferenciais da petroleira saltaram 8,07%, e foram vendidas a R$ 8,44.

No mercado de câmbio, o dólar teve queda de 1,51%, cotado em R$ 3,626.

Leia mais



Boletim Focus

Pela terceira semana seguida, o mercado reduziu a projeção para a inflação em 2016. A estimativa para o índice IPCA caiu para 7,31% neste ano. A previsão anterior era de 7,43%. Os dados estão no Boletim Focus, do Banco Central.

Para 2017, a projeção para a alta dos preços foi mantida em 6%, que é o teto da meta estabelecida pelo governo para o ano.

Leia mais



Dívida pública

A dívida pública brasileira cresceu 2,5% em fevereiro na comparação com janeiro, e chegou a R$ 2,819 trilhões. As informações são do Tesouro Nacional, que fixou que a dívida total ficará entre R$ 3,1 trilhões e R$ 3,3 trilhões.

O comportamento da dívida pública tem relação com o cenário político instável e com a capacidade do governo de se financiar.

Leia mais



Crise fecha fábricas em SP

No ano passado, 4.451 indústrias de transformação fecharam as portas só no Estado de São Paulo. O número é 24% maior que o de 2014, quando 3.584 fábricas foram desativadas. Os dados são da Junta Comercial paulista.

E o cenário se espalha por todo o país. O IBGE levantou que, entre novembro e janeiro, a indústria brasileira fechou 1,131 milhão de vagas de trabalho, número recorde para um trimestre.

Leia mais



Crise hídrica?

Em meio à crise de falta de água em São Paulo, a Sabesp teve lucro líquido de R$ 461 milhões no quarto trimestre de 2015. O valor é quase 15 vezes maior que o faturamento do mesmo período de 2014.

Na semana passada a Sabesp anunciou que quer suspender, a partir de maio, o bônus para quem reduzir o consumo de água. A empresa também pretende acabar com a multa para quem aumentar o consumo.

Leia mais



Financiamento da casa própria

Pela primeira vez no ano, a Caixa elevou os juros do financiamento da casa própria com recursos da poupança. A última alta tinha sido em outubro do ano passado. O reajuste deve ser seguido pelos outros bancos, já que a Caixa serve como referência por ser o principal financiador de imóveis do país.

Para aqueles que não são clientes do banco, a taxa pelo Sistema Financeiro Habitacional, que financia imóveis de até R$ 750 mil, passou de 9,90% para 11,22% ao ano. Já para clientes da Caixa, os juros dessa mesma modalidade subiram de 9,80% para 11%.

A taxa para imóveis acima de R$ 750 mil, feitos pelo Sistema de Financiamento Imobiliário, passou de 11,50% para 12,50% para quem não é cliente. Para quem tem conta na Caixa, os juros foram de 11,20% para 12%.

Leia mais



Carreira

Os concursos públicos com vagas abertas pelo país oferecem 24.242 vagas de trabalho. Existem oportunidades em diversos cargos, para candidatos de todos os níveis escolares.

Dependendo da função, o salário inicial pode chegar a R$ 16.830,85.

Leia mais




Páscoa triste

A Páscoa não foi tão doce para o comércio. As vendas do varejo durante a Semana Santa foram as piores desde 2007, com uma queda de 9,6% sobre o mesmo período do ano passado. Os dados são da Serasa Experian.

A queda mais intensa foi na cidade de São Paulo, com um recuo de 11,6%.

Leia mais

 

Agenda

Amanhã sai o Resultado primário do Governo Central, que mostra a soma dos resultados do Banco Central, da Previdência e do Tesouro Nacional.

A FGV vai divulgar o índice que mede a confiança do consumidor no mês de março.

A Fipe vai apresentar dados do IPC de São Paulo referentes à 3ª Quadrissemana de março.