Bolsas

Câmbio

Alan Marques/Folhapress

Processo de impeachment

Empresários destacam convite de Temer ao diálogo e elogiam equipe econômica

Da Agência Brasil

  • AP Photo/Felipe Dana

O presidente da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Murilo Portugal, afirmou nesta quinta-feira (12), por meio de nota, que o vice-presidente Michel Temer assume a Presidência da República em momento difícil, "mas acompanhado de expectativas positivas".

De acordo com Portugal, a Febraban "associa-se aos que veem na nova equipe de governo capacidade de superar os desafios econômicos e manifesta seu apoio, em especial, aos novos ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e do Planejamento, Romero Jucá".

Na nota, o presidente da Febraban informou que a entidade se empenhará para colaborar com a nova equipe de governo e reitera seu compromisso de trabalhar "pelo bom funcionamento do sistema bancário e pelo desenvolvimento sustentável do Brasil".

Sobre Henrique Meirelles, Murilo Portugal disse se tratar de um executivo "com experiência profissional exitosa e competência comprovada no Brasil e no exterior, tanto no setor público quanto no privado".

Do senador Romero Jucá, lembrou a extensa experiência política e administrativa e liderança parlamentar. "Ele tem as qualidades necessárias para gestão das prioridades orçamentárias e articulação do apoio político essencial à aprovação das medidas legislativas a serem submetidas ao Congresso Nacional."

Firjan

Também por meio de nota, a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) destacou a abertura do presidente interino Michel Temer ao diálogo, qualidade que a entidade considera essencial para solução dos problemas enfrentados pelo Brasil.

"O presidente Michel Temer é um homem aberto ao diálogo, que compreende o momento histórico em que assume os destinos da nação brasileira. Uma agenda de reformas será implementada. São mudanças no arcabouço institucional do país, pelas quais clama o setor privado há pelo menos duas décadas", ressaltou.

Do mesmo modo, a entidade representativa da indústria fluminense chamou a atenção para a competência e o currículo de Henrique Meirelles, fatores que o "credenciam como nome certo para comandar o Ministério da Fazenda". Conforme o comunicado, também o Banco Central estará fortalecido sob o comando de Ilan Goldfajn.

"Os investidores voltarão a olhar para o Brasil como um destino seguro para seus investimentos. A nomeação de José Serra para a pasta das Relações Exteriores reforça esta tendência", acrescentou a nota, reiterando que a atual conjuntura econômica e social do país "requer a união, o apoio e a colaboração das entidades de representação e do conjunto do empresariado em torno do novo governo".

Fecomercio

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) também se manifestou por meio de nota. A entidade avaliou como positivas as escolhas do presidente interino Michel Temer para compor a equipe econômica. Para a FecomercioSP, a nova equipe deve retomar os conceitos básicos de equilíbrio macroeconômico e de responsabilidade fiscal, que serão determinantes para a retomada do crescimento econômico do país.

No entendimento da federação, o novo governo compreendeu que deve haver sintonia entre escolas de pensamento para Fazenda, Banco Central, Tesouro e Planejamento, "o que, por si só, já é uma notícia positiva". Ainda segundo a entidade, trata-se de um grupo que entende que o Estado já não cabe mais nos bolsos dos brasileiros. "Ficou claro que é preciso adaptar o Estado à capacidade contributiva do cidadão e não o contrário."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos