Ouça o Giro UOL Economia com os destaques desta segunda, 12 de setembro

Lucas Menegale

Do UOL, em São Paulo

Mercado em movimento

A Bovespa teve um dia instável, mas fechou em alta de 1,01%, com 58.586,11 pontos. O resultado foi puxado, principalmente, pelo desempenho positivo das ações da Vale, da Petrobras e dos bancos.

No mercado de câmbio, o dólar caiu 0,94% e agora está cotado em R$ 3,249.

Leia mais

 

Petrobras produzindo

A Petrobras bateu, em agosto, novos recordes na produção de petróleo e gás no país, com a média de 2,72 milhões de barris de óleo equivalente por dia.

Segundo a estatal, o crescimento foi provocado pela conexão de novos poços às plataformas Cidade de Maricá e Cidade de Saquarema, que estão instaladas no campo de Lula, no pré-sal da Bacia de Santos.

Leia mais

 

Menos carros, menos emprego

A redução drástica nas vendas e produção de veículos no Brasil provocou o fechamento de cerca de 200 mil vagas de trabalho, de 2014 até agora.

No período foram 31 mil demissões nas montadoras, 50 mil no setor de autopeças e 124 mil nas concessionárias.

Leia mais

 

Apertando o cinto

A taxa média de juros cobrada no cartão de crédito atingiu, em agosto, 451,44% ao ano, a maior em 21 anos. Os dados são da associação Anefac.

Os juros médios no cheque especial também subiram, passando de 12,16% ao mês ou 296,33% ao ano. É o maior nível desde março de 1999.

As causas desses resultados são a inflação persistente, aumento de impostos e elevação dos índices de inadimplência. Com o risco maior de calote, os bancos acabam subindo as taxas para compensar perdas.

Leia mais

 

Gastos do governo

O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse que o governo vai centrar os esforços na aprovação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que limita os gastos públicos e na reforma da Previdência.

Os comentários do ministro ocorrem depois dos ruídos causados pela divulgação de propostas iniciais para a reforma trabalhista, também defendida pelo governo.

Leia mais

 

Aluguel caindo pelo Brasil

O preço do aluguel diminuiu 2,2% em São Paulo em julho na comparação com o mesmo mês de 2015.

Apesar disso, é a menor retração entre as quatro maiores regiões metropolitanas do país. No Rio de Janeiro, os contratos foram 10,4% mais baratos que no ano passado. Em Porto Alegre, a baixa foi de 4,4%, e no Distrito Federal, de 2,5%.

Leia mais

 

Agenda

Na agenda econômica, a Fipe divulga amanhã o IPC, Índice de Preços ao Consumidor.

No exterior, a Eurostat divulgará a taxa de desemprego na zona do euro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos