Bolsas

Câmbio

Getty Images/iStockphoto/ Diamond-Graphics

Black Friday 2016

Clientes acusam problemas de preço na Black Friday, mas reclamação diminui

DO UOL, em São Paulo

Balanço parcial da Black Friday 2016 mostra que consumidores encontraram problemas com preços, mas as reclamações diminuíram em relação ao ano passado, até a tarde desta sexta-feira (25).

O Procon de São Paulo informou que a principal reclamação até 16h30 foi de mudança de preço ao finalizar a compra.

O site Reclame Aqui, que reúne queixas contra empresas, divulgou que os consumidores pesquisaram mais e reclamaram menos.

Entre 18h de quinta-feira (24) até 16h desta sexta-feira (25), o Reclame Aqui havia recebido 1.562 reclamações relacionadas ao evento. No ano passado, no mesmo período, foram 1.879, uma queda de cerca de 17%.

Os principais motivos de reclamações até as 16h desta Black Friday foram:

  • propaganda enganosa (21%), 
  • problemas na finalização da compra (12,7%),
  • divergência de valor (10,7%),
  • produto indisponível (7,6%) e
  • maquiagem de preço (5,6%), segundo o site.

Até o momento, o horário com pico de reclamações foi entre 15h e 16h, com 196 queixas, contra 161 no mesmo horário em 2015.

Procon registra mudança de preço e maquiagem

Também reunindo queixas de consumidores, o Procon de São Paulo registrou 368 reclamações referentes à Black Friday até as 16h30 desta sexta-feira. As principais foram:

  • mudança de preço ao finalizar a compra (carrinho) (21,89%),
  • produto/serviço anunciado indisponível (19,46%), 
  • maquiagem do desconto (preço do produto / valor do frete) (16,49%), 
  • pedido cancelado sem justificativa (6,22%) e 
  • site intermitente/congestionado/página bloqueada (2,43%).

O Procon de São Paulo, porém, não tem comparação do número de reclamações com o mesmo período do ano passado.

Além das reclamações, o Procon de São Paulo também registrou 173 interações e pedidos de orientação por meio de telefone, internet ou redes sociais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos