PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Adidas vende tudo por R$ 130, depois cancela compras e irrita consumidores

Reprodução/ Reclame Aqui
Imagem: Reprodução/ Reclame Aqui

Do UOL, em São Paulo

30/11/2016 17h42

A marca de artigos esportivos Adidas cancelou todas as compras feitas em seu site no Brasil entre 6h e 15h do último sábado (26), um dia após a Black Friday. A marca havia anunciado todos os produtos por R$ 129,99, segundo queixas de consumidores publicadas nas redes sociais e no site Reclame Aqui.

A empresa disse que ocorreram "problemas operacionais" no site e que o "motivo do problema ainda está sendo investigado por equipes no Brasil e na Alemanha".

"A Adidas é uma empresa comprometida com os seus consumidores e sempre busca atendê-los com o mais alto nível de excelência. Assim, com o intuito de minimizar eventuais transtornos, além de garantir nenhum prejuízo financeiro aos nossos clientes, que terão devolução integral dos valores, estamos entrando em contato individualmente com todos que realizaram compras no período", afirmou a marca, por meio de nota.

A Adidas afirmou que os consumidores receberão o dinheiro de volta, mas muitos desaprovaram a decisão. Como resultado, a empresa passou a liderar o ranking de reclamações da Black Friday feito pelo Reclame Aqui. 

Ranking de reclamações

Segundo o site Reclame Aqui, a Adidas passou a liderar o ranking de reclamações na terça-feira (29). Desde o dia 24, quando o monitoramento começou a ser feito, até as 16h desta quarta-feira (30), o site havia registrado 1.013 reclamações de consumidores contra a empresa.

A Adidas foi avaliada como "ótima" nos últimos seis meses, de acordo com usuários do site. "A empresa solucionou 80,9% das reclamações neste período", afirma o Reclame Aqui. 

Direitos do consumidor

Segundo Maria Inês Dolci, especialista em direito do consumidor da Proteste, a empresa deveria ter mantido a oferta que foi anunciada no site para aqueles que compraram pelo menor preço. "Se o consumidor pagou e tem como comprovar, ele tem direito a receber o produto", diz.

Para a especialista, a Adidas deveria ter avisado sobre o erro no site para impedir a compra por um valor errado. "Eles não deveriam ter deixado passar tanto tempo. Mesmo como problema técnico, a oferta continuou."