Bolsas

Câmbio

Ouça o Giro UOL Economia com os destaques desta quarta, 7 de dezembro

Lucas Menegale

Do UOL, em São Paulo

Mercado financeiro

A Bolsa teve alta de 0,53%, com 61.414,4 pontos. Os resultados foram puxados, principalmente, pelo desempenho positivo das ações da mineradora Vale, que subiram mais de 3%, e do Banco do Brasil.

No mercado de câmbio, o dólar caiu 0,37% e está cotado em R$ 3,404. É a terceira baixa seguida da moeda.

Leia mais

 

Em espécie, não

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, anunciou um acordo assinado pelo Ministério Público Federal e pelos bancos públicos Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil para impedir os saques de dinheiro público federal em espécie.

A medida impede que qualquer pessoa, como representantes de prefeituras, por exemplo, saque dinheiro de contas públicas federais na boca do caixa, em espécie.

Leia mais

 

Dinheiro entrando

O fluxo cambial, que é o saldo de entrada e saída de moeda estrangeira no Brasil, fechou novembro positivo em US$ 3,811 bilhões.

É o terceiro melhor resultado do ano, beneficiado pelo comércio exterior.

Leia mais

 

Imigrantes de carteira assinada

O número de trabalhadores imigrantes com carteira assinada no Brasil mais que dobrou em cinco anos, passando de 54.333 em 2010 para 125.535 no final de 2015.

Apesar do aumento, os trabalhadores imigrantes correspondem a menos de 0,5% da força de trabalho no mercado formal.

Leia mais

 

Fim da bagagem grátis

A Anac deve aprovar na semana que vem as novas normas do setor aéreo que têm como ponto mais polêmico o fim do transporte grátis de bagagem para todos os passageiros.

As novas regras vão permitir que as empresas passem a cobrar pelo despacho de bagagem em todos os voos nacionais e internacionais. Atualmente, cada passageiro pode levar uma mala de 23 kg nas viagens dentro do Brasil e até duas malas de 32 kg para voos para o exterior.

Leia mais

 

Fim de ano escasso

Os brasileiros devem passar pelas festas de fim de ano de uma maneira mais modesta pelo segundo ano seguido. Os produtos da ceia de Natal estão 10,19% mais caros em 2016 do que no ano passado.

Já os presentes tiveram um aumento de 4,23%. Ainda assim, 57,7% dos consumidores entrevistados pela Fundação Getúlio Vargas disseram que vão gastar menos neste Natal.

Leia mais

 

Agenda

Amanhã a FGV divulga o Índice de Preços ao Consumidor Semanal, que calcula a taxa mensal da variação dos preços do mercado.

O Conselho do Banco Central Europeu também se reúne para definir a política monetária. Mudanças na taxa de juros são anunciadas após o evento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos