Bolsas

Câmbio

Projeto de lei que isenta professores de pagar IR gera críticas na internet

Do UOL, em São Paulo

  • Eduardo Anizelli/Folhapress

Uma publicação do Senado Federal em suas páginas no Facebook e no Twitter, nesta terça-feira (10), tem atraído a atenção de muitos internautas e recebido críticas de alguns deles. A postagem pergunta a opinião do público sobre um projeto de lei que isenta professores de pagarem Imposto de Renda.

Por volta das 15h40 desta terça-feira, já havia mais de 9.000 compartilhamentos no Facebook, 20 mil reações e mais de 2.600 comentários.

O post do Senado traz a seguinte pergunta: "Professores devem ser isentos de Imposto de Renda?" e mostra um link (http://zip.net/bntB6B - endereço encurtado e seguro) para que os internautas votem a favor ou contra o projeto de lei nº 445, de 2012, de autoria do senador Sérgio Petecão (PSD-AC).

Críticas na web, mas votação favorável

Nos comentários, muitas pessoas se manifestaram contra o projeto de lei. "Nenhuma categoria deve ser isenta! Devemos deixar a tributação mais justa e enxuta", escreveu um internauta no Facebook.

"Sou professor e sou contra esses privilégios a qualquer classe. Nós estamos é lutando contra todos os privilégios (do judiciário e legislativo, por exemplo). Direitos e obrigações iguais para todos. Agora aumentar o piso seria uma boa. Os professores (principalmente ou exclusivamente da educação básica) são mal remunerados", escreveu outro internauta.

Apesar das críticas nas redes sociais, a enquete do Senado mostra que a maioria dos que votaram é favorável à isenção de IR para professores. Na tarde desta terça, havia quase 72 mil votos à favor do projeto e apenas 1.233 contra.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Assine e receba em seu e-mail em dois boletins diários, as principais notícias do dia

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos