Bolsas

Câmbio

Caixa e agências "batem cabeça" e deixam pessoas perdidas no saque do FGTS

Afonso Ferreira

Do UOL, em São Paulo

  • Arte UOL

Em poucos dias de saque de contas inativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), a Caixa Econômica Federal e algumas agências "bateram cabeça" e passaram informações desencontradas aos trabalhadores. 

O UOL reuniu exemplos de práticas ou informações dadas nas agências que são diferentes da versão oficial divulgada pela Caixa. Ao todo, são mais de 4.200 agências e postos de atendimento no país. Confira.


Agência cobra para imprimir extrato

Uma agência da Caixa no bairro de Mangabeira, na zona sul de João Pessoa (PB), decidiu cobrar R$ 2,70 por página para imprimir o extrato do FGTS dos trabalhadores. O caso foi denunciado por um cliente.

O que diz a Caixa: Segundo o banco, esse foi um caso isolado. Em nota, a Caixa informou que "os serviços de atendimento ao trabalhador titular de conta do FGTS são isentos de cobrança de tarifa, tanto pelo site como no atendimento presencial". Ainda segundo o banco, quem pagou a cobrança indevida receberia o dinheiro de volta.


Só é atendido quem está com carteira de trabalho

Alguns trabalhadores reclamaram que funcionários da Caixa estavam atendendo apenas quem estava com a carteira de trabalho, segundo reportagem da "Folha de S. Paulo". A mesma situação foi verificada pela reportagem do UOL em duas agências em Porto Alegre. Segundo os relatos, atendentes do banco estariam mandando embora mesmo quem tinha pouco dinheiro para sacar por não estar com o documento em mãos.

O que diz a Caixa: Segundo a Caixa, só é obrigado a apresentar a carteira de trabalho quem tiver mais de R$ 10 mil para sacar de uma conta inativa. Porém, caso haja alguma informação incorreta no cadastro do trabalhador (se a empresa não registrou o fim do contrato, por exemplo), o banco pede que o trabalhador tenha em mãos carteira de trabalho e, se possível, a rescisão do contrato para poder regularizar a situação na hora.


Dúvidas só para nascidos em janeiro e fevereiro

No último sábado (11), o microempresário Antônio Sabino, 64, disse que, após esperar mais de uma hora na fila de uma agência da Caixa na avenida Itaquera, zona leste de São Paulo, foi informado de que teria de voltar outro dia, pois o atendimento era exclusivo para nascidos em janeiro e fevereiro --Sabino nasceu em julho.

O que diz a Caixa: O banco diz que esse foi um caso pontual de orientação errada. Os nascidos em janeiro e fevereiro podem sacar o dinheiro das contas inativas desde a última sexta-feira (10). Quem nasceu depois, precisa esperar as datas estipuladas pelo banco para receber, mas pode ir às agências para tirar dúvidas. Porém, a recomendação é para que as pessoas que não vão sacar o FGTS agora deixem para tirar dúvidas a partir da próxima semana, quando as filas devem estar menores.


Consultas só pelo site

O UOL também recebeu relatos de trabalhadores que foram a uma agência da Caixa buscar informações sobre as contas inativas do FGTS, e lá foram orientados por funcionários do banco a fazer a pesquisa pelo site, aplicativo ou telefone.

O que diz a Caixa: O trabalhador escolhe onde deseja consultar o saldo de suas contas inativas, segundo a Caixa. O banco oferece opções que podem ser realizadas remotamente, como o site das contas inativas ou o telefone 0800 726 2017. A outra opção é consultar o saldo na própria agência bancária.

FGTS: Como saber se você tem direito ao saque de conta inativa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos