Bolsas

Câmbio

FGTS: Uma semana após início dos saques, espera em agências chega a 2 horas

Marcela Lemos e Ricardo Marchesan

Do UOL, no Rio de Janeiro e em São Paulo

  • Ricardo Marchesan/UOL

    Trabalhadores em fila de agência da Caixa Econômica Federal no centro de São Paulo

    Trabalhadores em fila de agência da Caixa Econômica Federal no centro de São Paulo

As agências da Caixa Econômica Federal tiveram movimento intenso nos últimos dias, com trabalhadores de todo o país atrás do dinheiro de contas inativas do FGTS. Uma semana após o início dos saques, trabalhadores ainda enfrentavam espera de até duas horas em agências de São Paulo e Rio de Janeiro nesta sexta-feira (17).

Em uma agência na Vila Romana, zona oeste da capital paulista, a fila começou a se formar por volta das 9h30, meia hora antes do horário de início do atendimento. Segundo uma atendente da Caixa no local, o tempo de espera para quem chegasse à agência por volta das 10h era de cerca de uma hora, acima do normal para o horário. 

Na região central de São Paulo, a espera para ser atendido em uma agência na rua 7 de Abril também era de aproximadamente uma hora. Na Praça da República, os trabalhadores chegam a esperar cerca de duas horas para sacar o FGTS, segundo um funcionário do banco. 

Filas no Rio de Janeiro 

Na zona sul do Rio de Janeiro, trabalhadores já aguardavam na rua duas horas antes da abertura das agências para sacar o dinheiro do FGTS. Em uma unidade de Laranjeiras, por exemplo, havia cerca de 35 pessoas na fila por volta das 8h. 

Durante a manhã, o tempo de espera para sacar o FGTS das contas inativas chegava a 1h30 nas agências de Laranjeiras e Catete.

Marcela Lemos/UOL
Fila em agência da Caixa na zona sul do Rio de Janeiro nesta sexta-feira (17)

Problemas no saque

Durante a semana, além da espera na fila, houve relatos de problemas como desencontro de informações passadas aos trabalhadores e dificuldade de saque devido à falta de documentos, por exemplo. 

Edilson Silva Santos, 52, tentava sacar o dinheiro do FGTS nesta sexta-feira. Supervisor de condomínio, ele diz que já foi três vezes à Caixa para sacar o dinheiro, sem sucesso.

"Eu tenho R$ 9.000 a receber. Na primeira vez que fui ao banco, o valor informado era de R$ 582. Agora, aparece R$ 1.080, mas ainda está muito longe do que tenho. O funcionário disse que esse problema só vai resolver quando eu me aposentar", disse.

Segundo a assessoria de imprensa da Caixa, o motivo do problema de Santos pode ser a falta de informações que teriam de ser passadas pelas empresas empregadoras. De acordo com o banco, as buscas das contas inativas são feitas pelo número do PIS, e o erro mais comum é devido a falhas de empregadores que não informam a saída do emprego na carteira. 

Para evitar transtornos iguais aos do primeiro dia de saques, muitos trabalhadores entrevistados pelo UOL nesta manhã haviam levado a carteira de trabalho para facilitar o atendimento. 

A Caixa recomenda que todos os trabalhadores que forem a uma agência do banco, seja para sacar o dinheiro ou apenas para tirar dúvidas, levem a carteira de trabalho e, se possível, a rescisão do contrato.

Saques vão até 31 de julho

É possível sacar o dinheiro até 31 de julho de 2017. Por exemplo: se o trabalhador nascido em janeiro não sacar o dinheiro agora, ele ainda pode fazer o saque até 31 de julho.

Depois disso, só vai poder sacar esse dinheiro seguindo as regras antigas --ao se aposentar ou se for comprar a casa própria, por exemplo.

Como receber seu dinheiro

Arte UOL

Há diferentes opções disponíveis para receber os valores de contas inativas do FGTS. A Caixa orienta que, antes de sair de casa, o trabalhador consulte o site ou o 0800-726-2017 para descobrir qual a melhor opção de pagamento para ele. 

1. Crédito em conta

Quem tem conta poupança individual na Caixa não precisa fazer nada: o dinheiro já será transferido automaticamente, no primeiro dia do calendário de saques. Portanto, para nascidos em janeiro e fevereiro, o dinheiro já cai nesta sexta-feira (10). Segundo a Caixa, são 1,65 milhão de pessoas.

Quem tem conta poupança conjunta ou conta corrente na Caixa pode receber o dinheiro diretamente nessa conta, mas precisa fazer o pedido à Caixa por meio do site das contas inativas (www.caixa.gov.br/contasinativas) ou pelo telefone 0800-726-2017.

2. Caixas eletrônicos

Quem tem até R$ 1.500 para receber pode sacar o dinheiro em caixas eletrônicos da Caixa. É possível sacar só com a senha do Cartão do Cidadão, mesmo que tenha perdido o documento. Esse é o caso da maioria dos trabalhadores, segundo dados da Caixa.

Quem tem entre R$ 1.500 e R$ 3.000 para receber também pode sacar o dinheiro em caixas eletrônicos da Caixa. Nesse caso, é preciso Cartão do Cidadão e a respectiva senha.

Atenção: o limite é para cada uma das contas inativas. Por exemplo, se o trabalhador tiver R$ 1.000 em uma conta e R$ 1.500 em outra, pode fazer os dois saques em caixas eletrônicos. 

3. Agências lotéricas e correspondentes

Quem tem até R$ 3.000 para receber também pode sacar o dinheiro em agências lotéricas e correspondentes Caixa Aqui. Nesse caso, vai precisar do Cartão do Cidadão, da respectiva senha e de um documento com foto.

Atenção: o limite é para cada uma das contas inativas. Por exemplo, se o trabalhador tiver R$ 2.000 em uma conta e R$ 2.500 em outra, pode fazer os dois saques em lotéricas ou correspondentes bancários. 

4. Agências da Caixa

Quem tem mais de R$ 3.000 em uma conta inativa só poderá receber nas agências da Caixa. Os documentos necessários são o número do PIS (Programa de Integração Social) e um documento com foto.

Para valores acima de R$ 10 mil, é obrigatório levar também a carteira de trabalho ou documento que comprove o fim do vínculo de trabalho.

Atenção: a Caixa recomenda que todos que forem a uma agência levem um documento com foto mais a carteira de trabalho para facilitar o atendimento. 

Arte UOL

Saque ou transferência para outros bancos

Além de sacar o valor em dinheiro, quem for às agências da Caixa também poderá transferir os recursos para outro banco sem pagar nada.

Para quem tem conta poupança na Caixa, há uma vantagem: o prazo para transferir o dinheiro é maior, até 31 de agosto. Para os demais, o prazo é 31 de julho. 

Nos sábados em que algumas agências da Caixa estarão abertas para atendimento, a transferência será limitada a R$ 5.000 e levará um dia útil para cair na conta (a transferência será feita via DOC, não via TED).

FGTS: Como saber se você tem direito ao saque de conta inativa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos