Bolsas

Câmbio

Operação Carne Fraca

UE deve reforçar controle da carne brasileira e planeja auditoria até maio

Do UOL, em São Paulo*

  • Marcos Silva/Futura Press/Estadão Conteúdo

    Movimentação no Porto de Santos (SP). A União Europeia decidiu reforçar o controle à carne brasileira e devolver cargas enviadas por estabelecimentos investigados na Operação Carne Fraca

    Movimentação no Porto de Santos (SP). A União Europeia decidiu reforçar o controle à carne brasileira e devolver cargas enviadas por estabelecimentos investigados na Operação Carne Fraca

Especialistas veterinários da União Europeia recomendaram nesta sexta-feira (24) que sejam reforçadas as verificações nas importações de carne do Brasil, depois das revelações da Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, disse uma fonte do bloco econômico.

Especialistas dos 28 países do bloco reuniram-se em Bruxelas para discutir a resposta do bloco ao escândalo no Brasil e o risco de carne estragada ou contaminada chegar ao continente europeu.

A Comissão Europeia também planeja realizar auditorias na indústria alimentícia do Brasil até meados de maio.

Uma porta-voz da Comissão disse que especialistas contavam com uma rápida reação das autoridades brasileiras e que o controle de importações agora é "primordial".

"Os especialistas disseram que é de grande importância ter bons controles na entrada na União Europeia", disse uma fonte da UE familiarizada com as conversas. "A visão deles é que as verificações físicas e microbiológicas sejam reforçadas de maneira significativa."

Nova reunião

No entanto, novas medidas só devem ser anunciadas na quarta-feira, quando os Estados membros irão se reunir em um órgão chamado Comitê PAFF (sigla em inglês para plantas, animais, comida e ração), para assegurar que haja uma abordagem comum quanto aos controles.

"Frente ao resultado destes testes reforçados, à evolução da crise e à resposta das autoridades brasileiras às demandas por medidas corretivas, a Comissão e os Estados membros irão concluir se mais medidas são necessárias", disse o porta-voz da Comissão.

Antes disso, o comissário europeu Vytenis Andriukaitis, responsável por saúde e segurança alimentar, estará no Brasil na segunda-feira para discutir o assunto com o ministro da Agricultura brasileiro.

Devolução

Como já havia sinalizado no início da semana, a União Europeia confirmou que "rejeitará e devolverá" ao Brasil a carga já "a caminho" enviada por estabelecimentos envolvidos no escândalo de carne adulterada, segundo anúncio da presidência do Conselho da UE, exercida por Malta.

"Todas as remessas de carne dos estabelecimentos envolvidos na fraude atualmente a caminho da UE serão rejeitadas e devolvidas ao Brasil", indicou a instituição em comunicado emitido após a reunião das autoridades veterinárias.

* Com informações das agências Reuters e AFP, em Bruxelas (Bélgica)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos