Bolsas

Câmbio

Vai sacar FGTS de conta inativa? Agências da Caixa têm movimentação intensa

Marcela Lemos, Aliny Gama e Thâmara Kaoru

Colaboração para o UOL e do UOL, no Rio, em Maceió e em São Paulo

  • Aliny Gama/UOL

    Fila de trabalhadores em agência da Caixa em Maceió (AL), nesta segunda-feira (10)

    Fila de trabalhadores em agência da Caixa em Maceió (AL), nesta segunda-feira (10)

As agências da Caixa Econômica Federal registraram movimentação intensa de clientes atrás do dinheiro de contas inativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) nesta segunda-feira (10). A segunda fase de saques, para os nascidos em março, abril e maio, começou no último sábado (8)

Tem direito ao saque o trabalhador com carteira assinada que pediu demissão ou que foi demitido por justa causa até 31 de dezembro de 2015.

As filas começaram a se formar antes do início de funcionamento das agências. Às 7h30, cerca de 40 pessoas aguardavam para entrar em uma unidade do banco em Laranjeiras, zona sul do Rio. O porteiro João José, 53, foi o primeiro a chegar. Às 6h30, ele já aguardava a abertura das portas.

"Eu vou usar o dinheiro para diminuir a dívida da minha casa. Já consultei o saldo e estou bem satisfeito. Esse dinheiro vai me ajudar bastante. Vou conseguir respirar", disse ele.

A reportagem também registrou filas na abertura das agências de Gruta de Lourdes, em Maceió (AL), e da avenida Vital Brasil, na zona oeste de São Paulo (SP). 

As unidades da Caixa abriram duas horas mais cedo nesta segunda-feira. A exceção são aquelas que normalmente abrem às 9h: nesse caso, começaram a atender uma hora antes, e as portas fecharam uma hora depois do horário normal. O funcionamento de todas as agências do banco também terá duas horas a mais na terça (11) e na quarta-feira (12).

Edson Lopes Jr./UOL
Trabalhadores fazem fila em agência da Caixa na região central de Osasco (SP)

Agências cheias

Na rua do Catete, na zona sul do Rio, havia cerca de 30 pessoas esperando na fila no lado de fora do banco, por volta das 9h30. Apesar disso, os atendimentos ocorriam sem problemas. Demoravam menos de 15 minutos por pessoa, com exceção dos casos que apresentavam problemas de documentação. 

Na unidade da Caixa da rua Antônio Bernardo Coutinho, em Osasco (SP), havia cerca de 30 pessoas na fila para sacar o saldo do FGTS por volta das 11h. Outra fila foi formada somente para os clientes que queriam pedir informações. 

Lucas Soares de Lima, 23, chegou à agência um pouco antes das 10h, e demorou 2h10 para ser atendido. Ele foi sacar o dinheiro do FGTS acompanhado da mulher, Guardalupi Aparecida de Lima, 22. Os dois estão desempregados, mas pretendem gastar o dinheiro extra. "Já pagamos as contas de casa. Esse dinheiro vai ser farra mesmo", disse ela.

Edson Lopes Jr./UOL
Guadalupe Gomes, 22, e Lucas de Lima, 23, estão desempregados

Triagem

Para facilitar o atendimento, algumas agências faziam uma triagem de clientes na fila. Na agência de Laranjeiras, no Rio, uma funcionária verificava a documentação de cada cliente e encaminhava ou para o atendimento ou para o caixa eletrônico. 

Os trabalhadores que chegavam à agência da Caixa no bairro Gruta de Lourdes, em Maceió, também entravam na agência após seleção de funcionários, que checavam se eles estavam portanto os documentos necessários para sacar o saldo das contas inativas. Por volta das 11h30, a demora na fila era de cerca de 50 minutos.

Leve a carteira de trabalho

Segundo a Caixa, só é obrigatório apresentar a carteira de trabalho se for sacar mais de R$ 10 mil de uma das contas. Porém, em caso de falha no registro das informações, é preciso apresentar a carteira e, se possível, a rescisão de contrato para comprovar a situação do trabalhador e corrigir os dados no sistema do FGTS.

Portanto, em todos os casos, é melhor levar também a carteira de trabalho e, se possível, a rescisão do contrato.

Edson Lopes Jr./UOL
A auxiliar de serviços gerais Zilda da Silva, 49, após conseguir sacar o dinheiro do FGTS

Saque na segunda tentativa

Zilda Gomes da Silva, 49, tentou sacar o FGTS no sábado (8), primeiro dia de saques para os nascidos em março, abril e maio, mas desistiu por causa da fila. 

Nesta segunda-feira, a auxiliar de serviços gerais foi a primeira a chegar à agência da avenida Vital Brasil, em São Paulo, às 5h50. Com o dinheiro do FGTS (ela não revelou o valor), vai pagar as dívidas e, se sobrar, comprará uma chuteira e um uniforme para o filho de 13 anos. 

Saques vão até 31 de julho

Os saques para nascidos em janeiro e fevereiro já haviam sido liberados no mês passado. 

Para todos os trabalhadores, será possível sacar o dinheiro até 31 de julho de 2017. Por exemplo: se o trabalhador nascido em janeiro ainda não sacou o dinheiro, ele ainda pode fazer o saque até 31 de julho.

Depois disso, só vai poder sacar esse dinheiro seguindo as regras antigas --ao se aposentar ou se for comprar a casa própria, por exemplo.

Ele tinha R$ 15 mil no FGTS, mas já gastou metade 

Como receber seu dinheiro

Há diferentes opções disponíveis para receber os valores de contas inativas do FGTS. A Caixa orienta que, antes de sair de casa, o trabalhador consulte o site ou o 0800-726-2017 para descobrir qual a melhor opção de pagamento para ele.

1. Crédito em conta

Quem tem conta poupança individual na Caixa não precisa fazer nada: o dinheiro já será transferido automaticamente, no primeiro dia do calendário de saques. Quem tem conta poupança conjunta ou conta corrente na Caixa pode receber o dinheiro diretamente nessa conta, mas precisa fazer o pedido à Caixa por meio do site das contas inativas (www.caixa.gov.br/contasinativas) ou pelo telefone 0800-726-2017.

2. Caixas eletrônicos

Quem tem até R$ 1.500 para receber pode sacar o dinheiro em caixas eletrônicos da Caixa. É possível sacar só com a senha do Cartão do Cidadão, mesmo que tenha perdido o documento. Esse é o caso da maioria dos trabalhadores, segundo dados da Caixa.

Quem tem entre R$ 1.500 e R$ 3.000 para receber também pode sacar o dinheiro em caixas eletrônicos da Caixa. Nesse caso, é preciso Cartão do Cidadão e a respectiva senha.

Atenção: o limite é para cada uma das contas inativas. Por exemplo, se o trabalhador tiver R$ 1.000 em uma conta e R$ 1.500 em outra, pode fazer os dois saques em caixas eletrônicos.

3. Agências lotéricas e correspondentes

Quem tem até R$ 3.000 para receber também pode sacar o dinheiro em agências lotéricas e correspondentes Caixa Aqui. Nesse caso, vai precisar do Cartão do Cidadão, da respectiva senha e de um documento com foto.

Atenção: o limite é para cada uma das contas inativas. Por exemplo, se o trabalhador tiver R$ 2.000 em uma conta e R$ 2.500 em outra, pode fazer os dois saques em lotéricas ou correspondentes bancários.

4. Agências da Caixa

Quem tem mais de R$ 3.000 em uma conta inativa só poderá receber nas agências da Caixa. Os documentos necessários são o número do PIS (Programa de Integração Social) e um documento com foto.

Para valores acima de R$ 10 mil, é obrigatório levar também a carteira de trabalho ou documento que comprove o fim do vínculo de trabalho.

Atenção: a Caixa recomenda que todos que forem a uma agência levem um documento com foto mais a carteira de trabalho para facilitar o atendimento.

Saque ou transferência para outros bancos

Além de sacar o valor em dinheiro, quem for às agências da Caixa também poderá transferir os recursos para outro banco sem pagar nada.

Para quem tem conta poupança na Caixa, há uma vantagem: o prazo para transferir o dinheiro é maior, até 31 de agosto. Para os demais, o prazo é 31 de julho.

Nos sábados em que algumas agências da Caixa estarão abertas para atendimento, a transferência será limitada a R$ 5.000 e levará um dia útil para cair na conta (a transferência será feita via DOC, não via TED).

Como saber se você tem direito ao saque de conta inativa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos