PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Bancos anunciam redução em taxas de juros após corte do BC

Do UOL, em São Paulo

12/04/2017 19h28

Os principais bancos brasileiros anunciaram que vão baixar as taxas de juros de algumas de suas linhas de crédito. A decisão veio logo após o Banco Central cortar a taxa básica de juros (Selic) de 12,25% para 11,25% ao ano.

Desde o final de 2016 o governo vem pressionando para que os bancos reduzam os juros. Uma das medidas adotadas foi limitar o uso do rotativo do cartão a 30 dias. Com isso, os juros só poderão ser cobrados até o vencimento da fatura seguinte, e não jogados para frente como era feito.

Confira as reduções de cada banco:

Banco do Brasil

Financiamento imobiliário - SFH (Sistema Financeiro da Habitação):

  • Taxa mínima: caiu de 10,8% para 9,99% ao ano
  • Taxa máxima: baixou de 11% para 10,94% ao ano

Financiamentos da carteira hipotecária:

  • Taxa mínima: passou de 11,8% para 10,9% ao ano
  • Taxa máxima: caiu de 12,02% para 11,99% ao ano

Compra de veículos:

  • Taxa mínima caiu de 1,28% para 1,23% ao mês
  • Taxa máxima: foi reduzida de 3,86% para 3,81% ao mês

Cheque especial:

  • Taxa mínima: caiu de 4,36% para 4,31% ao mês
  • Taxa máxima: passou de 12,89% para 12,84% ao mês

Juros para empresas:

  • Cheque ouro empresarial e giro rápido rotativo: passaram de 8,43% para 8,38% ao mês na taxa mínima, e de 13,6% para 13,55% ao mês na máxima 
  • Antecipação de crédito lojista: caiu de 1,58% para 1,53% ao mês no piso, e de 3,94% para 3,89 ao mês no maior patamar

As novas taxas entram em vigor na próxima segunda-feira (17), de acordo com o banco.

Bradesco

Para os clientes pessoa física:

Cheque especial:

  • Taxa mínima: foi reduzida de 9,65% para 9,57% ao mês
  • Taxa máxima: caiu de 13,49% para 13,41% ao mês

Crédito pessoal:

  • Taxa mínima: passou de 1,83% para 1,75% ao mês
  • Taxa máxima: caiu de 7,66% para 7,58% ao mês

Cartão de crédito:

O Bradesco informa que reduziu as taxas de juros do rotativo de todos os seus produtos de correntistas e parcerias desde 3 de abril. A taxa de juros do crédito rotativo passou a ser de:

  • 3,1% ao mês na mínima e
  • 9,39% ao mês na máxima, o que corresponde a uma redução de 65% na taxa anual.

Já a taxa de juros do parcelamento da fatura é oferecida entre 3,10% e 9,29% a.m., correspondendo a uma redução de 11% na taxa anual.

Juros para empresas

As principais linhas de financiamento para pessoa jurídica também acompanharam a mudança da Selic, de acordo com o banco.

As novas condições valem a partir de segunda-feira, de acordo com o Bradesco.

Caixa

Procurada, a Caixa disse que, por hora, não não deve mudar as taxas cobradas nas linhas de crédito. No entanto, não descartou que mudanças possam ser anunciadas nos próximos dias.

Itaú Unibanco

O Itaú informou que repassará integralmente a seus clientes o corte de 1 ponto percentual, feito pelo BC, nas taxas de juros de suas linhas de crédito para pessoas físicas e jurídicas. Para as micro e pequenas empresas, haverá redução nas taxas do cheque especial e capital de giro.

A redução passa a valer a partir da próxima terça-feira (18) e vai impactar todos os clientes que utilizam o empréstimo pessoal e cheque especial, segundo o banco.

Santander

O Santander anunciou que a taxa mínima do crédito pessoal em todos os seus canais de atendimento cairá de 1,99% para 1,89% ao mês, enquanto a taxa máxima diminuirá de 7,99% para 7,89% ao mês. Já a taxa máxima dos juros para financiamento de veículos será reduzida de 2,79% para 2,69% ao mês.

As novas taxas entram em vigor a partir da próxima segunda-feira, de acordo com o banco.

(Com Reuters)