Bolsas

Câmbio

Bolsa é suspensa temporariamente se queda chegar a 10%

Do UOL, em São Paulo

  • Tony Gentile/Reuters

Quando a Bolsa de Valores de São Paulo atinge um limite de baixa de 10% em relação ao índice de fechamento do dia anterior, os negócios são todos paralisados automaticamente por 30 minutos.

O mecanismo, chamado de Circuit Breaker, também é usado em outros mercados no mundo e serve para garantir proteção à volatilidade excessiva em momentos atípicos de mercado.

Se ao reabrir os negócios, a variação do Ibovespa atinge uma queda de 15% em relação ao índice de fechamento do dia anterior, os mercados são interrompidos novamente por uma hora.

Após a reabertura do pregão, se a variação do índice atingir uma queda de 20% em relação ao índice de fechamento do dia anterior, aí os mercados podem ser interrompidos por qualquer prazo definido pela B3 (antiga Bovespa).

Não ocorre interrupção dos negócios na última meia hora de funcionamento do pregão. Se ocorrer a interrupção dos negócios na penúltima meia hora de negociação, na reabertura dos negócios o horário será prorrogado em, no máximo, mais 30 minutos para que compradores e vendedores ajustem suas posições.

Ou seja, sempre haverá um período de 30 minutos de negociações contínuas no final da sessão, sem que o Circuit Breaker possa ser acionado nesse período.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos