Bolsas

Câmbio

FGTS: Dois em cada dez trabalhadores não sacaram dinheiro de conta inativa

Do UOL, em São Paulo

  • iStock

A Caixa Econômica Federal divulgou nesta segunda-feira (7) um balanço do saque das contas inativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). De cada dez trabalhadores com direito ao saque, oito receberam o dinheiro e dois, não.

Ao todo, 25,9 milhões de pessoas (79% do total previsto) sacaram R$ 44 bilhões entre 10 de março e 31 de julho.

Segundo o presidente da Caixa, Gilberto Occhi, o valor sacado representou 88% do total disponível (R$ 49,8 bilhões). A maior parte dos pagamentos, cerca de 47% do total, foi realizada diretamente em agências da Caixa. 

O prazo para retirar o dinheiro das contas inativas do FGTS acabou no último dia 31.

Quem não foi até uma agência da Caixa para fazer o saque só pode retirá-lo agora pelas regras normais, previstas em lei, como na aposentadoria ou ao comprar a casa própria, por exemplo.

Quem ainda pode sacar?

O prazo de 31 de julho teve uma exceção de última hora: o governo permitiu que trabalhadores com doenças graves ou que estão presos e que não puderam ir a uma agência da Caixa no período de 10 a 31 de julho façam o saque até 31 de dezembro de 2018. Porém, nos dois casos, é preciso comprovar a situação com atestado médico ou certidão de prisão.

Quem tinha direito ao saque das contas inativas?

Tinha direito ao saque do FGTS inativo o trabalhador com carteira assinada que pediu demissão ou foi demitido por justa causa até 31 de dezembro de 2015.

(Com Reuters)

Ele tinha R$ 15 mil no FGTS; gastou metade em fim de semana na praia

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos