Bolsas

Câmbio

Governo nega que enviará ao Congresso proposta para aumento do IR

Do UOL, em São Paulo

  • id-work/iStock

O governo negou que encaminhará proposta de aumento do Imposto de Renda (IR) ao Congresso Nacional, informou a Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República em comunicado nesta terça-feira (8).

O comunicado diz que o presidente Michel Temer teria feito apenas uma "menção genérica" a estudos da área econômica, que são permanentemente feitos.

"Esclarecemos que hoje esses estudos estão focados prioritariamente em reduzir despesas e cortar gastos, na tentativa obstinada de evitar o aumento da carga tributária brasileira. E com esse foco o governo federal continuará trabalhando", diz o comunicado.

Notícia publicada no jornal "O Estado de S. Paulo" relata que a equipe econômica considera a criação de uma alíquota de IR de 30% ou 35% para quem ganha acima de R$ 20 mil, além da tributação de lucros e dividendos, entre outras medidas, com o objetivo de aumentar a receita em 2018.

Aumento do IR em estudo

Nesta terça, durante um congresso da Fenabrave, associação de concessionárias de veículos, em São Paulo, Temer afirmou que o governo está fazendo estudos sobre as alíquotas do Imposto de Renda, mas disse que não há uma definição sobre o tema.

"São estudos que se fazem rotineiramente", disse o presidente ao ser perguntado por jornalistas se o governo considera aumentar as alíquotas do IR.

"A todo momento a Fazenda, o Planejamento, os setores da economia, eles fazem esses estudos e este é um dos estudos que está sendo feito, mas nada decidido", acrescentou Temer, após participar do congresso.

Na mesma linha, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que existem estudos técnicos sobre mudanças das alíquotas de Imposto de Renda, mas são preliminares e que não foram levados para sua análise.

'Não vai passar na Câmara', diz Maia

O comunicado do governo negando que enviará ao Congresso uma proposta de aumento das alíquotas de IR veio pouco depois de o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), rechaçar a possibilidade de alta do imposto.

"Se tiver de passar pela Câmara, não passa", disse Maia a jornalistas, quando perguntado sobre o tema.

Mais cedo, Maia já havia dito, em discurso, que "o Brasil não aguenta pagar mais impostos".

(Com Reuters)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos