PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Bancos anunciam redução de juros após BC cortar taxa básica a 7,5%

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Do UOL, em São Paulo

25/10/2017 19h07

Ao menos três dos principais bancos brasileiros --Banco do Brasil, Itaú Unibanco e Santander-- anunciaram que vão baixar as taxas de juros de algumas de suas linhas de crédito. A decisão veio logo após o Banco Central cortar a taxa básica de juros (Selic) de 8,25% para 7,5% ao ano nesta quarta-feira (25).

A Selic é a taxa básica da economia e serve de referência para outras taxas de juros (financiamentos) e para remunerar investimentos corrigidos por ela. Ela não representa exatamente os juros cobrados dos consumidores, que são muito mais altos.

Desde o final de 2016 o governo vem pressionando para que os bancos reduzam os juros. Uma das medidas adotadas foi limitar o uso do rotativo do cartão a 30 dias, que entrou em vigor em abril. Com isso, os juros só poderão ser cobrados até o vencimento da fatura seguinte, e não jogados para frente como era feito.

Segundo os últimos dados divulgados pelo BC, a taxa de juros do cheque especial em setembro era de 317,3% ao ano. Já os juros do rotativo do cartão de crédito eram de 397,4% ao ano.

Confira as reduções anunciadas em cada banco:

Banco do Brasil

Juros para consumidores:

  • Linha Imóvel Próprio: as taxas serão reduzidas de 1,69% para 1,44% ao mês, na faixa mínima, e de 2,1% para 1,9% ao mês, no patamar máximo
  • Financiamento de veículos: a taxa mínima para automóveis novos e seminovos passa de 1,19% para 0,99% ao mês, enquanto a taxa máxima cai de 2,33% para 2,23%; para veículos com até cinco anos de uso, as novas taxas estarão entre 1,29% e 2,73% ao mês, ante 1,39% e 2,83% ao mês

Juros para empresas

  • BB Crédito Veículo: taxa mínima vai de 1,49% para 1,39% ao mês, enquanto a máxima passa de 3,26% para 3,16% ao mês
  • Desconto de cheque: taxas passarão para 1,08% (mínima) e 4,46% ao mês (máxima), ante os 1,14% e 4,52% ao mês cobrados atualmente
  • Desconto de Títulos: taxa mínima cairá de 1,02% para 0,96% ao mês, enquanto a máxima passará de 4,11% para 4,05% ao mês
  • Antecipação de Crédito ao Lojista (ACL): passará de 1,22% para 1,16% ao mês, no menor intervalo, e de 2,25% para 2,19% ao mês, no nível máximo

As novas taxas entram em vigor a partir da próxima segunda-feira (30), de acordo com o banco.

Itaú Unibanco

O Itaú informou que repassará integralmente o corte de 0,75 ponto percentual feito pelo BC em suas linhas de crédito. As novas taxas passam a valer a partir da próxima quarta-feira (1º), segundo o banco. As taxas cobradas variam de acordo com o perfil e histórico de relacionamento de cada cliente com o banco.

Juros para consumidores

Para pessoa física, haverá redução nas taxas do empréstimo pessoal, segundo o banco. No caso de veículos, o banco diz que já vem reduzindo ao longo do ano a taxa de financiamento junto com a queda da Selic.

Juros para empresas

Para micro e pequenas empresas, a redução será nas taxas do capital de giro e cheque especial, informou o banco.

Santander

O banco informou que vai repassar proporcionalmente o corte da Selic para as suas taxas de cheque especial.

O UOL entrou em contato com o Bradesco e a Caixa, mas não obteve retorno até a publicação do texto.