Bolsas

Câmbio

Temer assina decreto que acaba com 60,9 mil cargos públicos vagos

Do UOL, em São Paulo

  • Fátima Meira/Futura Press/Folhapress

O presidente Michel Temer assinou nesta terça-feira (9) decreto que extingue 60,9 mil cargos vagos ou que ficarem vagos no âmbito da administração pública federal. O corte inclui também autarquias e fundações federais.

Segundo o Palácio do Planalto, o decreto sobre o tema será publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira (10).

A medida já havia sido adiantada em agosto de 2017, quanto o governo anunciou um pacote de redução de gastos para cumprir a meta de rombo de R$ 159 bilhões neste ano.

À época, o governo afirmou que a extinção desses cargos não representaria uma economia para as contas públicas, uma vez que os postos já estavam vagos, mas evitaria o aumento de despesas futuras.

Além disso, a equipe econômica justificou que a medida considerava as mudanças na realidade do trabalho contemporâneo, passando a excluir do quadro do funcionalismo público funções como a de datilógrafo e classificador de cacau, que se tornaram ultrapassadas.

(Com Reuters)

Como a reforma trabalhista afeta a sua vida?

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos