Bolsas

Câmbio

Produção industrial cresce 2,5% em 2017, após 3 anos de queda, diz IBGE

Do UOL, em São Paulo

A produção industrial no país fechou 2017 com crescimento de 2,5% na comparação com o ano anterior. É o primeiro resultado anual positivo desde 2013, quando foi registrada alta de 2,1%, e o maior desde 2010 (+10,2%).

Na comparação mensal, dezembro apresentou variação positiva de 2,8% em relação a novembro. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (1º) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas).

Leia também:

O setor de veículos automotores, reboques e carrocerias teve a maior influência no resultado anual, com crescimento de 17,2% na comparação com 2016. Destacam-se, também, avanços nos setores de:

  • equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (19,6%),
  • de metalurgia (4,7%) e
  • de indústrias extrativas (4,6%). 

Segundo o IBGE, o que determina o que mais influenciou no resultado não é somente o quanto cada setor cresceu, mas também o peso deles na composição do indicador. 

No acumulado do ano, todas as grandes categorias apresentaram crescimento:

  • bens duráveis (13,3%);
  • bens de capital (6%);
  • bens intermediários (1,6%) e
  • bens de consumo semi e não duráveis (0,9%).

Veículos 

Segundo o gerente da pesquisa, André Macedo, o desempenho positivo no setor de veículos automotores foi crucial para o crescimento da produção industrial em 2017.

"Praticamente todos os setores tiveram crescimento, mas o setor automobilístico, principalmente a fabricação de veículos pequenos, foi o que mais influenciou. Grande parte disso se deve à melhora no nível de estoques e ao aumento das exportações", afirma.

Apesar da recuperação, Macedo ressalta que ainda é cedo para falar em recuperação.

O ano de 2017 rompe um período de queda na indústria brasileira, mas ainda está longe de uma mudança ideal

André Macedo

O desempenho da indústria foi afetado pelas quedas na produção de:

  • derivados de petróleo e biocombustíveis (-4,1%), 
  • produtos farmacêuticos (-5,3%) e
  • outros equipamentos de transporte (-10,1%).

Como é difícil encontrar um produto "Made In Brazil" no comércio local

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos