ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Brasileiro trabalha 8h para comprar Nutella; inglês precisa de 34 minutos

Afonso Ferreira

Do UOL, em São Paulo

03/03/2018 04h00

Para comprar um pote de 650 gramas de Nutella no Brasil, é preciso trabalhar mais de 8 horas. No Reino Unido, um pote maior (de 750 gramas) equivale a 34 minutos de trabalho. A conta é de Thayana Triacca Romero, 28, brasileira que vive em Liverpool. Ela levou em conta o valor do salário mínimo por hora nos dois países.

As comparações de preços entre esse e outros produtos são publicadas em sua página no Facebook. Por exemplo: uma embalagem de 1 litro do antisséptico bucal Listerine vendida a R$ 50,05 no Brasil equivale a 11 horas e 32 minutos de trabalho.

No Reino Unido, para comprar o mesmo produto, que custa 4 libras, é preciso trabalhar apenas 32 minutos, ou seja, 11 horas a menos que no Brasil.

Leia também:

"Já sabia que quem recebe um salário mínimo brasileiro não tinha tanta qualidade de vida, mas ver por esse ângulo foi bem triste. No Brasil, uma compra do mês não sai por menos de R$ 500", afirmou, em entrevista ao UOL.

Reprodução/Facebook
A brasileira Thayana Triacca Romero mudou-se para o Reino Unido em 2015 Imagem: Reprodução/Facebook

Fiquei chocada com a diferença. O brasileiro precisa trabalhar muito para consumir pouco.

Mínimo no Brasil X no Reino Unido

No Brasil, o salário mínimo atual é de R$ 954 por mês. Dividindo esse valor por 220 horas (jornada máxima permitida no mês), temos um salário mínimo de R$ 4,34 por hora.

No Reino Unido, o salário mínimo estabelecido pelo governo é por hora, e não por mês. Atualmente, o valor é de 7,5 libras (cerca de R$ 34) por hora para trabalhadores a partir de 25 anos.

'Vale a pena o meu esforço?'

Romero diz que se mudou para o Reino Unido com o marido em março de 2015. Em setembro de 2017, esteve no Brasil para visitar sua família e, após uma ida ao supermercado, decidiu tirar fotos dos preços.

Uma forma que eu uso aqui [no Reino Unido] para economizar é ver quantas horas preciso trabalhar para comprar determinado produto. Assim, vejo se realmente vale a pena o meu esforço. Quando voltei do Brasil, resolvi fazer isso com o salário mínimo brasileiro.

Ao notar a grande diferença, decidiu publicar no Facebook as fotos dos preços no Brasil e no Reino Unido com o cálculo das horas de trabalho necessárias, em cada país, para comprar aquele produto. As publicações passaram a ser compartilhadas por milhares de usuários.

"Algumas pessoas gostaram, outras criticaram, mas faz parte. Eu sei que, como o Brasil é enorme, vai existir diferença de preços de região para região, mas, mesmo com os valores que as pessoas passavam, ainda era preciso trabalhar muito para pagar", declara.

Deixou carreira de comissária de bordo

Ela diz que decidiu deixar o Brasil e a carreira de comissária de bordo, principalmente, pela falta de segurança. Ao chegar no Reino Unido, acabou aceitando vários "bicos", como garçonete, bartender, camareira e monitora em estádios de futebol. 

Atualmente, ela diz trabalhar na Amazon Prime Now, serviço que promete entregar alimentos e outros produtos em até duas horas. "Eu separo os pedidos dos clientes e os coloco dentro de sacolas. Basicamente, faço a compra para outras pessoas."

Para a jovem, os impostos são o grande vilão do poder de compra dos brasileiros. No Reino Unido, ela afirma que os impostos também são altos, mas são revertidos para o público, seja em saúde ou segurança.

Enquanto o brasileiro continuar aceitando pagar aquilo, [os preços] vão continuar aumentando.

Como é difícil encontrar um produto "Made In Brazil" no comércio local

UOL Notícias

Mais Economia