ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Acaba prazo para agendar revisão de auxílio-doença e aposentadoria no INSS

Do UOL, em São Paulo

04/05/2018 04h00

Beneficiários de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez que foram convocados em meados de abril pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) têm até esta sexta-feira (4) para agendar a perícia de revisão do benefício.

A lista com o nome dos 152.269 convocados foi publicada no Diário Oficial da União em 12 de abril. Veja mais abaixo como saber se foi convocado, como agendar a perícia e o que levar.

Quem não agendar terá o pagamento suspenso. A partir da suspensão, o beneficiário tem até 60 dias para marcar o exame. Se não procurar o INSS nesse prazo, o benefício será cancelado. Quem marcar a perícia e não comparecer também perde o benefício.

Leia também:

Como saber se fui convocado?

A lista dos beneficiários convocados pode ser consultada aqui. Também é possível ver no site do "Diário Oficial" da União.

Também é possível fazer a consulta pelo telefone 135. Ao ligar, tenha em mãos o número do CPF (ou do PIS/Pasep) do segurado, o número do benefício, documentos pessoais (como RG), além de papel e caneta para fazer anotações.

No final de abril, o INSS fez uma nova convocação de 59.118 pessoas para perícia médica, com prazo para agendar perícia até 21 de maio. A lista dos beneficiários convocados em 30 de abril pode ser consultada aqui

Como agendar a perícia?

O agendamento da perícia é obrigatório para todos os convocados e deve ser feito pelo telefone 135

Ao ligar, tenha em mãos o número do CPF (ou do PIS/Pasep) do segurado, o número do benefício, documentos pessoais (como RG), além de papel e caneta para fazer anotações.

O que levar no dia da perícia?

No dia da perícia, deverá ser apresentada toda a documentação médica que justifique o recebimento do benefício, como atestados, laudos, receitas e exames.

Não tem como ir?

Se a pessoa estiver internada ou doente e não puder comparecer à perícia deverá pedir a alguém de sua confiança que informe ao INSS, em uma de suas agências, sobre o impedimento.

Esse representante deve levar o documento de identidade do segurado e um documento que comprove que não tem como comparecer --um atestado médico, por exemplo. Com isso, ele poderá solicitar ao beneficiário uma perícia hospitalar ou domiciliar.

Por que estou sendo convocado?

Segundo o INSS, essas pessoas estão sendo convocadas pela segunda vez. Na primeira tentativa, foram enviadas cartas para os endereços cadastrados no sistema, mas as correspondências voltaram porque as informações estavam incompletas ou desatualizadas.

Também está nesse lote de convocação quem recebeu a carta, mas não agendou a perícia no prazo determinado.

Quem está sendo chamado para revisão?

O governo está fazendo um pente-fino nos benefícios concedidos pelo INSS. O programa de revisão está em sua segunda etapa. A meta para 2018 é revisar 1,2 milhão de benefícios por incapacidade, sendo 273.803 de auxílio-doença e 995.107 de aposentadorias por invalidez.

Quem é chamado:

  • segurados que recebem auxílio-doença há mais de dois anos;
  • aposentados por invalidez com menos de 60 anos e que recebem o benefício há mais de dois anos; a exceção são aqueles com 55 anos ou mais e que recebem o benefício há mais de 15 anos.

Os trabalhadores estão sendo chamados aos poucos, por meio de carta. A dica é manter o endereço atualizado para não perder a convocação. Clique aqui e veja como.

Recebemos um salário de fome, diz aposentado

UOL Notícias

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia