PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Associação pede que caminhoneiros mantenham protesto, mas sem bloquear vias

Do UOL, em São Paulo

25/05/2018 17h36

A Abcam (Associação Brasileira dos Caminhoneiros), uma das organizadoras da greve, divulgou um comunicado no fim da tarde desta sexta-feira (25) pedindo que os caminhoneiros mantenham as manifestações, mas que não bloqueiem as rodovias. 

"Após o pronunciamento do presidente da República, Michel Temer, no início da tarde desta sexta-feira, 25, a Associação Brasileira dos Caminhoneiros – Abcam, preocupada com a segurança dos caminhoneiros envolvidos, vem publicamente pedir que retirem as interdições nas rodovias, mas mantendo as manifestações de forma pacífica, sem obstrução das vias", diz o comunicado. A nota foi publicada no site da entidade e assinada por seu presidente, José da Fonseca Lopes. 

"Já mostramos a nossa força ao Governo, que nos intitularam (sic) como minoria. Conseguimos parar 25 estados brasileiros com mais de 504 interdições."

Leia também:

A nota diz, porém, que "a Abcam continua sem assinar qualquer acordo com o Governo e mantém o pedido de retirada do PIS/Cofins sobre o óleo diesel".

A entidade credita os transtornos causados nestes dias à demora na reação do governo: "A culpa do caos que o país se encontra hoje é reflexo de uma manifestação tardia do presidente Michel Temer, que esperou cinco dias de paralisações intensas da categoria", diz o texto.

Preço da gasolina chega a R$ 9,99 em posto no DF

UOL Notícias