ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 1.Ago.2018
Topo

Posso receber o PIS/Pasep com o cartão do Bolsa Família?

Do UOL, em São Paulo

04/07/2018 04h00

O saque do fundo do PIS/Pasep foi liberado para todas as idades (até 28 de setembro). Tem direito quem trabalhou entre 1971 e 1988.

Entre as dúvidas que surgiram, uma delas foi a possibilidade de usar o cartão do programa Bolsa Família para sacar.

É possível receber dinheiro do PIS usando esse cartão, mas somente se o trabalhador for empregado do setor privado. No caso do Pasep (setor público), não é possível. O documento vale tanto para esse PIS liberado extraordinariamente quanto para o abono anual do PIS regular.

O cartão do Bolsa Família acaba servindo como um substituto do Cartão Cidadão, um documento emitido pela Caixa para pagar benefícios sociais e trabalhistas.

Mas o Banco do Brasil, que faz o pagamento para empregados do serviço público, não aceita o cartão em nenhum caso. 

Veja em quais situações dá para receber o dinheiro com o cartão do Bolsa Família e em quais são necessários outros documentos. 

Abono anual 

Tem direito ao pagamento de até R$ 954 quem trabalhou com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2017, entre outras condições. 

Caixa Econômica (empregado no setor privado)

Quem é correntista individual da Caixa recebe o abono automaticamente na conta, caso haja saldo acima de R$ 1 e movimentação. Para quem não é correntista, valem as seguintes regras:

  • Saque em caixas eletrônicos: precisa de Cartão Cidadão ou cartão do Bolsa Família e senha do Cartão Cidadão;
  • Saque em lotéricas: precisa de Cartão Cidadão e senha do Cartão Cidadão ou cartão do Bolsa Família, senha do Cartão Cidadão e documento oficial com foto (RG, por exemplo);
  • Saque no caixa dentro da agência: precisa apenas de documento oficial com foto (RG, por exemplo). 

Banco do Brasil (empregado no setor público)

Quem é correntista do banco recebe o dinheiro diretamente na conta. 

Quem não é deve comparecer a uma agência do banco e apresentar documento de identificação com foto (RG, por exemplo) e CPF. O banco não aceita o cartão do Bolsa Família. 

Fundo do PIS/Pasep

Possui dinheiro no fundo quem trabalhou como contratado entre 1971 e 1988. 

Caixa Econômica (empregado no setor privado)

O fundo dos trabalhadores do setor privado que são correntistas do banco cairá automaticamente na conta em agosto, já com o rendimento anual. Quem não quiser receber e preferir deixar o dinheiro no fundo precisa pedir à Caixa o cancelamento do depósito. 

Para quem não é correntista, as opções de pagamento e os documentos exigidos dependem dos valores.

  • Até R$ 1.500: saque no caixa eletrônico, com senha do Cartão Cidadão (o cartão não é necessário); saque em lotéricas ou lojas que sejam correspondentes bancários da Caixa (com a marca Caixa Aqui), com documento oficial com foto (RG, por exemplo), Cartão Cidadão e senha do Cartão Cidadão ou com cartão do Bolsa Família, senha do Cartão Cidadão e documento oficial com foto; transferência para a sua conta de outro banco, de graça, nos caixas localizados dentro das agências, com documento oficial com foto. 
  • Entre R$ 1.500 e R$ 3.000: saque no caixa eletrônico, com Cartão Cidadão e senha do Cartão Cidadão; saque em lotéricas ou lojas que sejam correspondentes bancários da Caixa (com a marca Caixa Aqui), com documento oficial com foto (RG, por exemplo), Cartão Cidadão e senha do Cartão Cidadão ou com cartão do Bolsa Família, senha do Cartão Cidadão e documento oficial com foto; transferência para a sua conta de outro banco, de graça, nos caixas localizados dentro das agências, com documento oficial com foto. 
  • A partir de R$ 3.000: saque apenas nos caixas localizados dentro das agências do banco, com documento oficial com foto (RG, por exemplo); transferência para a sua conta de outro banco, de graça, nos caixas localizados dentro das agências, com documento oficial com foto. 

Banco do Brasil (empregado no serviço público)

O fundo dos trabalhadores do setor público que são correntistas do banco cairá automaticamente na conta em agosto, já com o rendimento. Quem não quiser receber e preferir deixar o dinheiro no fundo precisa pedir ao BB o cancelamento do depósito. 

Para quem não é correntista, as opções de pagamento e os documentos exigidos também dependem dos valores. O banco não aceita o cartão do Bolsa Família. 

    • Até R$ 2.500: transferência para a sua conta de outro banco, de graça, no caixa eletrônico ou pelo site www.bb.com.br/pasep, com CPF e título de eleitor; saque nos caixas localizados dentro das agências do banco, com documento oficial com foto (RG, por exemplo). 
    • Acima de R$ 2.500: transferência para a sua conta de outro banco, de graça, nos caixas localizados dentro das agências, com documento oficial com foto (RG, por exemplo); saque nos caixas localizados dentro das agências, com documento oficial com foto (RG, por exemplo). 

    Se não sabe responder a estas 5 questões, será muito difícil ficar rico

    UOL Notícias

    Mais Economia