PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Caixa irá para a favela e terá nova empresa para dar microcrédito a pobre

Pedro Guimarães, novo presidente da Caixa Econômica Federal - Adriano Machado/Reuters
Pedro Guimarães, novo presidente da Caixa Econômica Federal Imagem: Adriano Machado/Reuters

Antonio Temóteo

Do UOL, em Brasília

07/01/2019 19h29

O novo presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, afirmou nesta segunda-feira (7) que o banco estatal deve entrar no setor de microcrédito, empréstimos de baixo valor para a população de baixa renda.

Durante o discurso de posse, Guimarães disse que uma nova empresa, com parceiros privados, será criada para administrar as operações de microcrédito. O presidente da Caixa afirmou que o banco público se aproximará ainda mais da população.

"A Caixa vai voltar para a [favela da] Rocinha. O Santander tem agências lá. Vamos colocar luzes e vamos voltar para lá", disse.

O microcrédito será um dos sete principais eixos da Caixa, segundo Guimarães. Os outros seis são: meritocracia, controle de custos, melhorar as operações de crédito, financiamento de obras de infraestrutura, concentrar ações nos diversos estados e a monetização de ativos.

Guedes diz que "caixas-pretas" dos bancos públicos serão examinadas

UOL Notícias