IPCA
0.11 Ago.2019
Topo

Polícia Civil investiga Empiricus pelo caso do R$ 1 milhão da Bettina

Thâmara Kaoru

Do UOL, em São Paulo

04/04/2019 20h15Atualizada em 05/04/2019 14h09

A Polícia Civil abriu um inquérito para investigar a Empiricus sobre suposta propaganda enganosa no caso da publicidade envolvendo Bettina Rudolph. Em um vídeo produzido pela empresa, Bettina afirma ter multiplicado seu patrimônio e alcançado R$ 1 milhão com investimentos em apenas três anos.

"O caso é investigado por meio de inquérito policial instaurado pela 1ª Delegacia de Infrações Contra o Consumidor do DPPC. As partes envolvidas foram intimadas a comparecer à unidade para prestarem depoimento", informou a Polícia Civil por meio de nota.

A Empiricus informou que ainda não foi notificada formalmente da intimação.

O pedido de abertura da investigação foi feito pelo Procon-SP na semana passada. O órgão de defesa do consumidor alegou que houve publicidade enganosa e propaganda abusiva na campanha produzida pela Empiricus.

Além disso, o Procon-SP multou a Empiricus em R$ 58 mil por publicidade enganosa. Caso a consultoria continue divulgando esse tipo de publicidade ou similar, a punição pode chegar a R$ 9 milhões.

CVM ganha acesso a login e senha da Empiricus

A Empiricus também sofreu uma derrota em outra briga que vem travando com a CVM (Comissão de Valores Mobiliários), órgão que regula os mercados no Brasil.

A CVM decidiu que a empresa terá de fornecer login e senha de acesso à área restrita de seu site para que o órgão possa avaliar se o conteúdo produzido é ou não relatório de investimento, o que ela não tem autorização para publicar.

Em caso de descumprimento, a Empiricus pode ser multada em R$ 1.000 por dia.

Procon exige que empresa explique finanças de Bettina

Band Notí­cias

Mais Economia