IPCA
0.19 Jul.2019
Topo

Mídia e Marketing


Cannes Lions: seis questões que o festival deste ano busca responder

O Cannes Lions acontece de 17 a 21 de junho, na Riviera Francesa - Reprodução
O Cannes Lions acontece de 17 a 21 de junho, na Riviera Francesa Imagem: Reprodução

GoAd Media*

Colaboração para o UOL, em São Paulo

15/06/2019 04h00

O principal evento da publicidade mundial, o Festival Internacional de Criatividade de Cannes, acontece de 17 a 21 de junho, na Riviera Francesa, e deve reunir mais de 15 mil profissionais de criatividade, marketing, tecnologia e negócios do mundo todo.

Os temas que se destacam na programação do evento neste ano são aqueles relacionados a propósito, performance e experiências. Veja alguns deles abaixo.

1. Como se infiltrar na cultura popular e manter-se relevante?

Uma das principais sessões sobre esse tema será o painel "Pushing Culture Forward: The Gucci & Dapper Dan Story", com participação de Steve Stoute, fundador e CEO da agência Translation, e de Robert Triefus, vice-presidente da Gucci. Os executivos vão destrinchar a virada na relação da marca com o ícone do hip-hop Dapper Dan.

O painel deve abordar: como identificar os melhores colaboradores para a marca, como gerenciar uma crise de imagem usando a criatividade e por que é crucial para os negócios se posicionarem como parte da solução, não do problema.

Para falar sobre o fenomenal sucesso do método KonMari, Marie Kondo e seu marido, Takumi Kawahara, apresentam a palestra "Less Stuff. More Joy: Life-Changing Japanese Creativity".

2. Como encontrar o equilíbrio entre propósito e lucro?

Em uma sociedade polarizada, há lugar para o ativismo de marca? Como fazer isso de maneira autêntica? Quão importante é o propósito de uma marca para os millenials e como construir marcas verdadeiramente fundamentadas em princípios éticos?

Nas sessões diárias "Wake Up With The Economist", propósito e negócios sustentáveis estarão entre os temas discutidos por CEOs e CMOs (Chief Marketing Officers) convidados. Destaque para a agenda que reunirá líderes de marketing da Diageo, O2 e Verizon Communications.

3. Como a estratégia criativa impacta a performance e o crescimento das marcas?

Na sessão "Why did we stop thinking?", Richard Shotton, autor do livro "The Choice Factory", e Tesa Aragones, CMO na VSCO (app de edição de imagens), apresentam estratégias concretas para as marcas que buscam se conectar com a verdade humana.

Eles abordarão a importância de colocar os desejos, valores e necessidades das pessoas no centro de tudo o que a marca faz. Tratam também dos principais erros das empresas em suas abordagens de marketing.

4. Como usar a criatividade para oferecer experiências excepcionais ao consumidor?

Na palestra "The Reimagined Consumer Experience", Marc Pritchard, Chief Brand Office na P&G, vai mostrar como um dos maiores anunciantes do mundo está liderando a inovação e transformando a experiência de consumo.

No painel "Marketing Transformation and the Quest for Multisensory Brand Reinvention", Raja Rajamannar, CMO da Mastercard, vai discutir a transformação do marketing na cultura digital imersiva e a necessidade de as marcas se reinventarem, com o objetivo de estabelecerem relações mais profundas com as pessoas, em um nível multissensorial.

5. Quais os modelos de negócio mais prósperos da nossa indústria?

A sessão "Game of Change" apresenta Conrad Fritzsch, Head of New Agency Model na Daimler, que aborda o desafio de transformar um negócio na era dos dados.

Destaque também para a conversa entre Sir Martin Sorrel, presidente da S4 Capital, e Mariam Goodwell, CEO do Burning Man Project. De lá, certamente, virão ideias e pilotos que podem inspirar novos modelos de negócio na nossa indústria.

6. Como conectar-se com os consumidores onde eles estiverem --tanto no universo físico como no digital?

No painel "Fast, Cheap AND Great: Breaking the Laws of Marketing Physics", Brad Hiranaga, Chief Brand Officer da General Mills para a América do Norte, mostra como uma cultura de crescimento e a abordagem de negócios típica das startups podem transformar a forma de as marcas tradicionais operarem, permitindo inovar com qualidade, rapidez e custos menores.

Na sessão "Driving Transformation in the Digital Age", Lubomira Rochet, Global Chief Digital Officer da L'Oréal, mostra como novas tecnologias, modelos de negócio, talentos e marcas estão redefinindo a empresa e o setor de beleza.

* Curadoria e Produção de Conteúdo para o Mercado de Comunicação e Marketing.

Empresas podem usar dados e inteligência artificial para falar com cliente

UOL Notícias

Mais Mídia e Marketing