PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Membros de sindicatos vetam venda de parte de elétrica em fundo do FGTS

Antonio Temóteo

Do UOL, em Brasília

31/07/2019 14h23

O presidente do comitê de investimentos do FI-FGTS (Fundo de Investimentos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), Carlos Eduardo Abijaodi, afirmou hoje que o colegiado vetou a venda de R$ 800 milhões em ações em carteira da Alupar, empresa de geração e transmissão de energia.

Essa deliberação era o principal item da pauta do comitê, que possui 12 membros. Desse total, seis são representantes do governo, três dos empregadores e três dos trabalhadores, indicados por sindicatos. São necessários nove votos para aprovação da venda do ativo.

Um dos membros ligado aos empresários não compareceu a reunião. Com apenas 11 membros, foram dados oito votos favoráveis a venda e três contrários. Segundo Abijaodi, os três votos contrários foram dados por representantes dos trabalhadores.

"Os votos contrários precisam ser justificados. E eles acharam que não estavam realmente convencidos de que se devia fazer esse desinvestimento. Mas esse desinvestimento pode ser votado em outro momento", disse.

O FI-FGTS possui ativos de R$ 25 bilhões em mais de 20 projetos de infraestrutura. Abijaodi afirmou que o fundo possui outros R$ 7 bilhões em caixa para investir em novos projetos.

Segundo ele, um edital com uma chamada pública para o recebimento de novos projetos será publicado nos próximos meses, provavelmente em setembro.

Como conferir seu FGTS

UOL Notícias