IPCA
0.19 Jul.2019
Topo

Reforma da Previdência


Previdência volta à pauta da Câmara na tarde desta terça-feira, diz Maia

Antonio Temóteo e Guilherme Mazieiro

Do UOL, em Brasília

05/08/2019 15h33

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que colocará em votação, na terça-feira (6) à tarde, o segundo turno da reforma da Previdência. Maia participou de uma reunião com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, e com o ministro da Economia, Paulo Guedes. Mais tarde, em um evento da Fundação Estudar, em São Paulo, Maia disse esperar que a votação seja concluída ainda essa semana.

A votação, no entanto, só pode ocorrer após um prazo de cinco sessões após o primeiro turno. Só houve três sessões até o momento. Por isso, pode ser votado um requerimento para derrubar esse prazo, ou o texto só será votado na quarta.

Segundo Alcolumbre, na reunião foi feito um balanço sobre os trabalhos do primeiro semestre e ficou definido que o Congresso priorizará a tramitação da reforma da Previdência, da reforma tributária e o pacto federativo.

"O ministro Paulo Guedes, aqui nesse momento, representa o desejo desse novo governo do presidente Jair Bolsonaro de dialogar com o Parlamento. E é isso que ele tem feito em nome do governo", disse.

Alcolumbre também disse que o Congresso trabalhará de maneira independente, mas contará com as contribuições do governo. "Reafirmo que teremos um Parlamento forte e altivo, independente, mais autônomo e mais harmônico. Também contaremos com a participação do governo e do ministro Paulo Guedes", disse.

Unificar propostas de reforma tributária

"O pacto federativo será uma pauta prioritária desse segundo semestre. Começando pelo Senado", disse Alcolumbre.

Apesar de haver três propostas de reforma tributária, o presidente do Senado disse que está sendo negociado um consenso para apresentação de um único texto. "Nós fizemos um acordo, para construirmos um texto que atenda os interesses da Câmara, do governo e do Senado", afirmou Davi.

Mais Reforma da Previdência