IPCA
0.11 Ago.2019
Topo

Caixa prorroga prazo para cliente liberar saque dos R$ 500 do FGTS antes

Ricardo Marchesan

Do UOL, em São Paulo

09/09/2019 20h02Atualizada em 10/09/2019 08h53

A Caixa ampliou o prazo para quem tem conta-corrente autorizar o crédito de até R$ 500 do saque imediato do FGTS, se quiser receber o dinheiro entre 13 de setembro e 9 de outubro, dependendo do mês de seu aniversário. Quem tem poupança na Caixa não precisa autorizar porque o crédito é automático.

Originalmente, a Caixa tinha determinado que os correntistas deveriam ter autorizado o depósito até o dia 25 de agosto para receberem antecipadamente direto na conta. O prazo, porém, foi prorrogado, o que só foi confirmado pelo banco na noite desta segunda-feira (9), após questionamento do UOL.

O novo calendário estabelece três prazos máximos para fazer a autorização, de acordo com o mês de aniversário:

  • Nascidos em janeiro, fevereiro, março e abril: se autorizaram até 8/9, recebem em 13/9

  • Nascidos em maio, junho, julho e agosto: se autorizarem até 22/9, recebem em 27/9

  • Nascidos em setembro, outubro, novembro e dezembro: se autorizarem até 4/10, recebem em 9/10

O prazo para quem nasceu entre janeiro e abril e não deu a autorização acabou no domingo (8). Assim, quem ainda não autorizou não poderá receber já na próxima sexta-feira (13). O correntista que autorizar agora receberá na data seguinte do calendário, ou seja, em 27 de setembro (junto com os nascidos entre maio e agosto), de acordo com a Caixa.

Da mesma maneira, quem nasceu entre janeiro e agosto e autorizar depois de 22 de setembro receberá em 9 de outubro (junto com os nascidos entre setembro e dezembro).

Todos os correntistas que autorizarem o crédito a partir de 5 de outubro receberão os valores em até 20 dias, de acordo com a Caixa.

No saque imediato, os trabalhadores poderão retirar até R$ 500 de cada conta do fundo de garantia (um trabalhador pode ter mais de uma conta por causa de trabalhos antigos).

Caixa demorou para informar novo prazo

Inicialmente, a Caixa informou que o prazo final para todos os correntistas autorizarem o depósito era 25 de agosto. Quem não o fizesse receberia conforme o calendário dos trabalhadores que não têm nenhuma conta na Caixa, ou seja, a partir de 18 de outubro.

Após o fim do prazo inicial, porém, o banco não divulgou para a imprensa que o período tinha sido ampliado.

O UOL verificou em 5 de setembro que a opção ainda aparecia disponível para clientes no aplicativo da Caixa e, no mesmo dia, entrou em contato com a assessoria do banco questionando se o prazo havia sido prorrogado.

A resposta veio apenas no início da noite desta segunda-feira (9), informando sobre as novas datas.

Tenho conta-corrente na Caixa; como autorizo o saque?

O correntista da Caixa pode autorizar o crédito pelo internet banking da Caixa, aplicativo do FGTS, site fgts.caixa.gov.br, telefone 0800 724 2019 ou direto na agência.

Tenho poupança na Caixa, preciso autorizar?

Não. Quem tem poupança na Caixa vai ter o dinheiro depositado na sua conta automaticamente. O calendário de depósito também é de acordo com o mês de aniversário:

  • Nascidos em janeiro, fevereiro, março e abril: recebem a partir de 13/9/2019

  • Nascidos em maio, junho, julho e agosto: recebem a partir de 27/9/2019

  • Nascidos em setembro, outubro, novembro e dezembro: recebem a partir de 9/10/2019

Tenho poupança na Caixa e não quero sacar, o que faço?

Para quem tem poupança na Caixa o crédito é automático, sem ser necessário dar autorização. Se não quiser fazer o saque e preferir que o dinheiro permaneça no FGTS, deve avisar o banco até 30 de abril de 2020. Os canais para isso são o aplicativo do FGTS, o internet banking da Caixa ou o site fgts.caixa.gov.br.

Não sou cliente da Caixa, recebo quando?

O calendário para quem não tem nenhuma conta na Caixa é diferente, começando no dia 18 de outubro:

  • Nascidos em janeiro: recebem a partir de 18/10/2019

  • Nascidos em fevereiro: recebem a partir de 25/10/2019
  • Nascidos em março: recebem a partir de 8/11/2019
  • Nascidos em abril: recebem a partir de 22/11/2019
  • Nascidos em maio: recebem a partir de 6/12/2019
  • Nascidos em junho: recebem a partir de 18/12/2019
  • Nascidos em julho: recebem a partir de 10/1/2020
  • Nascidos em agosto: recebem a partir de 17/1/2020
  • Nascidos em setembro: recebem a partir de 24/1/2020
  • Nascidos em outubro: recebem a partir de 7/2/2020
  • Nascidos em novembro: recebem a partir de 14/2/2020
  • Nascidos em dezembro: recebem a partir de 6/3/2020

Até quando poderei sacar?

Todos os trabalhadores, independentemente de quando foi liberado o dinheiro, poderão receber até 31 de março de 2020. Se não sacar, não perde o dinheiro. Ele continua na sua conta do FGTS.

Não adianta abrir conta na Caixa para receber antes

O pagamento antecipado só valerá para contas abertas na Caixa até 24 de julho de 2019, data em que o governo enviou a Medida Provisória liberando o saque de parte do FGTS. Quem abriu conta na Caixa após essa data seguirá o calendário de quem não tem nenhuma conta na Caixa.

Saque anual (saque aniversário) é outra coisa

Além do saque imediato, de até R$ 500 por conta do FGTS, o governo anunciou a criação de uma nova modalidade, o saque aniversário, que permitirá retirar uma parcela do FGTS todo ano, a partir de 2020. O saque aniversário é opcional.

O valor anual recebido será de acordo com o total de dinheiro que o trabalhador tem no fundo. Quem optar por essa modalidade não poderá sacar o valor total do fundo se for demitido sem justa causa, apenas a multa de 40%. Isso só vale para o saque aniversário.

Saques do fundo PIS/Pasep

O governo liberou também o saque total das cotas do fundo PIS/Pasep. O saque do fundo já está liberado. Não há prazo limite para pegar o dinheiro.

Tem direito ao saque do fundo PIS/Pasep quem trabalhou com carteira assinada entre 1971 e 1988 e ainda não retirou os recursos. Quem trabalhou nesse período em empresa privada tem cota no PIS, enquanto quem atuou em órgão público tem cota no Pasep.

Quer saber mais informações e dicas sobre economia e finanças pessoais de um jeito fácil de entender? Siga @uoleconomia no Instagram!

Como conferir seu FGTS

UOL Notícias

Mais Economia