IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Brasil fatura com petróleo, mas Petrobras pode perder, dizem analistas

João José Oliveira

Do UOL, em São Paulo

10/10/2019 13h12Atualizada em 11/10/2019 00h09

Resumo da notícia

  • Primeiro dos três leilões para exploração de petróleo rendeu ao governo quase R$ 9 bilhões
  • Empresas estrangeiras são as mais interessadas nas áreas de exploração
  • Futuro será mais difícil para a Petrobras com a concorrência, dizem especialistas
  • Quem tem ações da Petrobras deve ficar atento ao lucro operacional, aquele que a empresa consegue antes de pagar dívidas e impostos

O primeiro dos três leilões para exploração de petróleo rendeu ao governo brasileiro quase R$ 9 bilhões pagos por petroleiras pelo direito de exploração em 12 áreas no Brasil, o triplo do mínimo esperado pelo governo. Para especialistas, esse valor é um sinal claro de que o negócio vai atrair mais investimentos estrangeiros para o país. Por outro lado, dizem, o ambiente será mais difícil para a Petrobras --um alerta para os investidores da estatal.

"Vai ser desafiador para a Petrobras. E desafiador é uma palavra que economista usa quando não sabe muito bem como será o futuro", afirmou o economista-chefe da Nova Futura, Pedro Paulo Silveira. "A Petrobras deixa de ser a única empresa que pode explorar petróleo no país e vai ter que concorrer com outras empresas estrangeiras".

Além da venda realizada hoje, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) vai fazer outros dois leilões, nos próximos dias 6 e 7 de novembro.

No total, o governo projeta receber pelo menos R$ 237 bilhões pelo direito de explorar petróleo em 45 áreas. Desse dinheiro, R$ 120 bilhões vão para o caixa da Petrobras, para compensar investimentos que a empresa já fez nos últimos anos e direitos de exploração que estão sendo retirados da brasileira.

Sauer: 'Erro monumental e estratégico'

O diretor do Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo, Ildo Sauer, que foi diretor da Petrobras entre 2003 e 2007, afirma que o leilão é um "erro monumental e estratégico". Segundo ele, a empresa brasileira vai perder receita e diminuir de tamanho. "A Petrobras que descobriu o petróleo do pré-sal e que tem a tecnologia para explorar e produzir esse petróleo", afirmou.

Segundo ele, a Petrobras gasta cerca de US$ 10 para produzir cada barril de petróleo retirado do pré-sal. Como o preço do barril no mercado internacional hoje está na casa de US$ 50, o lucro para cada barril seria de US$ 40. "Com esse lucro não faltaria banco interessado em financiar a Petrobras. É mentira que a empresa não teria dinheiro para investir", diz Sauer.

Pires: Petrobras sairá fortalecida

Para o diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura, Adriano Pires, a Petrobras sairá fortalecida depois desse processo porque a companhia vai engordar o caixa e aumentar os investimentos em áreas mais rentáveis, como alguns campos de exploração que continuam com a empresa. "A empresa vai focar em operações mais rentáveis", diz.

Ele disse, entretanto, que a participação da petroleira brasileira no total do petróleo extraído do país vai diminuir. Hoje, a companhia responde por mais de 90% da exploração. "Pode cair para uns 70%".

Tem ações da Petrobras?

Os economistas dizem que o investidor que tem ações da Petrobras deve ficar atento ao lucro operacional, aquele que a empresa consegue antes de pagar dívidas e impostos.

Na média, os analistas seguem otimistas com o desempenho das ações da Petrobras. Num levantamento com dez analistas que acompanham os papéis da petroleira, a ação PN (preferencial) vai subir para R$ 32,30 e a ação ON (ordinária) pode chegar a R$ 33,39.

Na Bolsa hoje, a ação PN está valendo R$ 26,81 e a ON cotada a R$ 29,25.

Basta cavar para achar petróleo?

UOL Notícias

Economia