PUBLICIDADE
IPCA
0,26 Jun.2020
Topo

Governo de SP mapeia melhor negócio para abrir em cada região no estado

Ricardo Marchesan

Do UOL, em São Paulo

07/12/2019 04h00Atualizada em 09/12/2019 11h34

Resumo da notícia

  • Desenvolve SP lança estudo que mapeia oportunidades de negócios e características econômicas do estado
  • Leva em conta indicadores como geração de emprego, características das empresas e o Índice Paulista de Responsabilidade Social
  • Estudo mostra relação do nível de avanço tecnológico com o desenvolvimento econômico e social

O Desenvolve SP, instituição financeira do governo de São Paulo, lançou um estudo que mapeia oportunidades de negócios e características econômicas das 16 regiões administrativas do estado.

Elaborado pela Fundação Seade, ele leva em conta indicadores como geração de emprego, número de funcionários e faturamento das empresas locais e índices de desenvolvimento humano da população.

O estudo evidenciou a relação do nível de avanço tecnológico com o desenvolvimento econômico e social das regiões.

Regiões como as de Araçatuba, Bauru, Campinas, Central, Marília, Ribeirão Preto, São José dos Campos, São José do Rio Preto, Sorocaba, e a Região Metropolitana de São Paulo possuem indústrias com maior desenvolvimento tecnológico e investimento em inovação.

"Não é à toa que estas regiões, já conhecidas por abrigar polos tecnológicos e centros de pesquisa de referência no país, apresentem também indicadores sociais mais elevados, como maior taxa de escolaridade, empregos e circulação de renda", afirma Nelson de Souza, presidente da Desenvolve SP.

O estudo completo pode ser visto em: www.mapadaeconomiapaulista.com.br.

Confira características econômicas das regiões, além de algumas oportunidades de desenvolvimento e investimento delas, selecionadas pelo UOL com base no estudo.

Araçatuba

A região engloba 43 municípios e fica no oeste do estado. O estudo aponta que a indústria de papel e celulose recebeu investimentos nos últimos anos.

Oportunidades:

  • biocombustíveis
  • couro e calçados
  • alimentos

Barretos

A região, formada por 19 municípios, se destaca pela agroindústria, principalmente de produtos ligados à cana-de-açúcar e laranja, além da carne bovina, em menor escala. Cita ainda o turismo como atividade importante, principalmente em Barretos, famosa pelo rodeio, exposições e festas rurais.

Oportunidades:

  • biocombustíveis
  • químico
  • plástico
  • máquinas e equipamentos

Bauru

A região é formada por 39 municípios e se destaca pela produção de açúcar e álcool, além do setor de calçados, máquinas e equipamentos, e papel e celulose.

Oportunidades:

  • biocombustíveis e de geração de energia limpa
  • exportação de produtos de alta intensidade tecnológica

Campinas

A região, uma das principais do estado, reúne 90 municípios, com uma estrutura econômica diversificada, com indústria de atividades tradicionais e especializadas, como de ciência e tecnologia.

O estudo ainda destaca a produção tecnológica por causa da concentração de centros de pesquisa e universidades, o que atrai empresas.

Oportunidades:

  • economia criativa, especialmente no setor de tecnologia da informação
  • medicamentos, instrumentos de controle para análise química e aparelhos ortopédicos
  • biocombustíveis
  • indústrias e serviços de telecomunicações, eletrônica e informática

Central

Com 26 municípios, entre eles Araraquara, Matão e São Carlos. a região possui atividades variadas, como produção de açúcar, suco de frutas, ração, indústria têxtil, minerais e máquinas.

Há ainda a presença de setores de alta tecnologia, como um braço da Embraer responsável pela montagem final dos aviões no município de Gavião Peixoto. São Carlos abriga importantes centros e institutos de pesquisa.

Oportunidades:

  • plástico
  • químico
  • material de transporte
  • modernização da agropecuária
  • biocombustíveis

Franca

A região é muito famosa pela produção de calçados, mas também é a principal área de produção de café do estado, além de possuir empresas de alimentos, como açúcar, suínos, leite e ração para animais.

Somados, calçados e alimentos representam 70% das vagas de trabalho com carteira da região. Ainda assim, o estudo sugere investimento na inovação de calçados, como no design e novos materiais, e em equipamentos para modernização da produção do café.

Oportunidades:

  • pescados para exportação, especificamente tilápias
  • plástico e borracha
  • químico
  • têxtil
  • bebidas

Itapeva

A região ao sul do estado possui 32 municípios e tem a economia baseada na indústria de alimentos, além de ter um volume de investimentos na produção de papel e celulose.

Também têm presença os setores de minerais não metálicos, químico, madeira e vestuário.

Oportunidades:

  • agricultura familiar de orgânicos em comunidades quilombolas
  • turismo ecológico

Marília

Indústria de alimentos, carne bovina e álcool são as principais atividades da região, que possui 51 municípios.

Oportunidades:

  • investimento na renovação dos canaviais, com novas espécies, e em tecnologia na agricultura
  • biocombustíveis

Presidente Prudente

Assim como outras regiões do oeste paulista, a economia é muito ligada à produção do açúcar e biocombustível. Com 53 municípios, também se destaca pela pecuária e produção de vestuário, couro, calçados e móveis.

Como sugestão de áreas para investimento, o estudo aponta:

  • investimento na renovação dos canaviais, com novas espécies, e em tecnologia na agricultura
  • biocombustíveis
  • Indústria de transformação (couros e calçados, minerais não metálicos, vestuário e confecções)
  • Setores dinâmicos pelo faturamento (bebidas, químico, material de transporte, máquinas e equipamentos)

Registro

Região mais ao sul do estado, com 14 municípios, ela conta com uma diversidade de segmentos, entre eles, agropecuária e agroindústria, pesca, cultivo de banana e chá, mineração, produtos químicos e turismo.

Na última década, a exploração do pré-sal também tem servido de base para a estrutura industrial da região.

Oportunidades:

  • sustentabilidade ecológica, turismo e produção orgânica
  • processamento de chá, banana e outros produtos artesanais

Ribeirão Preto

A região tem uma economia diversificada em seus 25 municípios, ligada principalmente à cadeia do agronegócio, com produção de alimentos, máquinas e equipamentos.

Também têm destaque áreas de ciência, tecnologia e inovação, principalmente no campo da saúde e educação.

Oportunidades:

  • exportação de produtos hospitalares
  • instrumentos e aparelhos para odontologia, vacina veterinária e medicamento, estrogênio
  • centros de pesquisa de transgênicos e novas sementes

Santos

A região, com nove municípios, abriga o maior complexo portuário da América do Sul. Assim, segmentos como a siderurgia e construção de embarcações têm forte presença, também impulsionados pela exploração do pré-sal na Bacia de Santos.

Oportunidades:

  • construção civil e redes de hotéis em expansão.
  • investimentos em negócios ligados ao pré-sal
  • investimentos em infraestrutura portuária e de transportes
  • ampliação e modernização de hospitais em Santos e Cubatão e implantação de cursos de Medicina em Cubatão e Guarujá

São José do Rio Preto

Região marcada pela agropecuária, com produção de cana-de-açúcar, carne e laranja, além de indústrias de biocombustível, têxtil, móveis e produtos de metal. Também é a maior produtora de látex do estado, estimulando a implantação do setor de borracha na região, que tem 96 municípios.

Oportunidades:

  • investimento na renovação dos canaviais, com novas espécies, e em tecnologia na agricultura
  • biocombustíveis
  • potencial de investimento na indústria de móveis

São José dos Campos

Conhecida pelo desenvolvimento da indústria tecnológica, é nessa região, com 39 municípios, que fica a Embraer e um conjunto de centros de pesquisa de alto nível. É referência na exportação de aviões e automóveis, entre outros.

Oportunidades:

  • perspectiva de produção de novos modelos de automóveis, que podem reforçar o papel dessa indústria na economia da região
  • reaparelhamento das Forças Armadas e demandas internacionais, com tendência a impulsionar a indústria da defesa na região
  • investimento em estradas locais e ampliação do porto de São Sebastião, podendo gerar oportunidades para negócios relacionados

São Paulo

Responsável por mais da metade do PIB do estado, a Região Metropolitana de São Paulo tem 39 municípios. Um dos principais centros financeiros do continente também tem presença marcante da indústria e do setor de serviços.

Oportunidades:

  • setor de cosméticos e perfumaria, e de tintas e resinas têxteis
  • economia criativa
  • exportações de alta tecnologia em medicamentos
  • turismo de negócios
  • serviços de alto valor agregado, como arquitetura, propaganda, publicidade, engenharia e tecnologia de informação

Sorocaba

A região é formada por 47 municípios e possui uma economia diversificada. Os destaques são para os setores eletroeletrônico, de alimentos, de máquinas e equipamentos, de metais, farmacêutico e o de couros e calçados.

A indústria automobilística também está ampliando sua importância na economia regional juntamente com a de material de transportes e química.

Oportunidades:

  • embalagens e papel
  • farmacêutico
  • couro e calçados, vestuário
  • eletrônicos
  • empresas do setor de produção de energia

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.
Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.
Mais podcasts do UOL em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas.

Programa Verde Amarelo tenta gerar empregos; entenda

UOL Notícias
Errata: o texto foi atualizado
O texto informava incorretamente o nome de uma cidade da região central do estado de São Paulo. O correto é Gavião Peixoto, e não Galvão Peixoto. A informação foi corrigida.

Economia