PUBLICIDADE
IPCA
0,21 Jan.2020
Topo

UOL Economia Explica


Por que a carne aumentou? Preço vai baixar? Tire essas e outras dúvidas

iStock
Imagem: iStock

Ricardo Marchesan

Do UOL, em São Paulo

15/12/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Preço da carne subiu 8% em média em novembro, segundo IBGE
  • Exportação para China foi principal causa da alta
  • Consumo interno e final de ano também impactaram preço
  • Especialistas dizem que preço pode baixar, mas não voltará ao de antes

O preço da carne disparou em novembro, subindo em média 8% e puxando a inflação do mês, de acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Essa alta foi ainda mais sentida pelos consumidores nos açougues e supermercados, já que o valor da inflação é uma média, que leva em conta diferentes cortes e regiões.

Mas qual foi a causa dessa alta? E quais são as previsões para o futuro? Confira algumas dúvidas e respostas.

Por que a carne aumentou tanto?

Um dos principais responsáveis pelo aumento do preço da carne nas últimas semanas foi o crescimento da exportação para a China.

O país asiático enfrenta queda de produção de suínos desde o fim de 2018 por causa da peste suína africana que atinge a região. Com isso, passou a comprar mais carne de fora e buscar outras proteínas também, não só a de porco.

A oferta para o mercado interno brasileiro diminuiu e os preços subiram.

Além disso, a demanda dos brasileiros por carne aumenta no final de ano por causa das festas e também a maior disponibilidade de dinheiro, com o 13º e, neste ano, a liberação de parte do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). Tudo isso também impacta o preço.

Por que a carne bovina está tão cara?

O aumento das vendas para a China foi o principal impulsionador do preço da carne, mas não o único.

Há pouca oferta de animais prontos para abate, de acordo com o Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada) da USP.

Nos últimos anos, a crise econômica levou o brasileiro a restringir o consumo de carne, Com menor procura, os preços ficaram estagnados.

"A produção de carne leva um ciclo de três anos em média. [Sem alta de preços] nos últimos dois anos, os produtores, desestimulados, acabaram abatendo uma quantidade maior de matrizes [vacas], o que, consequentemente, diminuiu a oferta, pois houve uma quantidade menor de bezerros", afirmou Antônio Carlos Neto, secretário de Agricultura de Goiás, um dos principais estados produtores.

Além disso, neste ano, as chuvas, que geralmente começam na região em outubro, só chegaram em meados de novembro, o que também afeta a criação.

A carne vai baixar de preço?

Depois da disparada em novembro, o preço da carne deu sinais de queda neste mês. Ainda assim, representantes do setor apontam que o preço pode até cair em comparação com o que se vê nos mercados neste final de ano, mas não voltarão aos patamares de antes.

Isso porque os preços estavam represados com a crise econômica, os custos de produção aumentaram e não há perspectiva de queda de demanda no curto prazo.

A crise na China provocada pela peste suína deve se alongar por dois ou três anos, segundo os especialistas, fazendo com que as exportações continuem mais altas. Por outro lado, a produção brasileira deve aumentar para tentar acompanhar a procura, o que tende a, ao menos, desacelerar o preço.

Qual a carne mais barata?

Todos os cortes de carne bovina analisados pelo IBGE tiveram alta nos preços, de acordo com dados de inflação em novembro. Ainda assim, há alguns que costumam ser mais em conta que outros, como acém, patinho, coxão duro e músculo.

As peças mais econômicas costumam ser mais saborosas, mas precisam ser tratadas com um pouco mais de cuidado, em geral com cozimento mais longo e em fogo baixo.

Confira algumas sugestões nesta reportagem do UOL.

Quais são os alimentos que substituem a carne vermelha?

opções mais baratas de substitutos para a carne vermelha que também são boas fontes de proteínas. As mais comuns são o frango, o porco e o ovo, mas também podem ser usadas as sardinhas e até vegetais.

Vai faltar carne no Brasil?

O governo nega qualquer risco de desabastecimento de carne no mercado nacional. Esta também é a posição da Abrafrigo (Associação Brasileira de Frigoríficos).

O país tem hoje um rebanho de 215 milhões de cabeças de gado, ou seja, há mais bois no pasto que cidadãos no Brasil.

Como economizar no churrasco?

A alta da carne encarece o churrasco justamente no final de ano, época de confraternizações.

Para o churrasco pesar menos no bolso, não há solução mágica, mas há alternativas mais baratas que também são saborosas, como a carne de porco e frango, além de entradas e receitas que levam carnes mais em conta, como hambúrguer e kafta.

A especialista em churrasco Tatiana Bassi deu algumas dicas para isso.

Por que o frango está caro?

A alta do preço da carne bovina puxou os preços das outras proteínas. Isso porque o brasileiro, para economizar, tende a trocar por opções mais baratas, principalmente o frango, mas também o porco e até o ovo.

Com o aumento da procura, os preços dessas proteínas também tende a aumentar.

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.
Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.
Mais podcasts do UOL em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas.

Cinco dicas para economizar no churrasco

UOL Notícias

UOL Economia Explica