PUBLICIDADE
IPCA
0,26 Jun.2020
Topo

Empresas privadas precisam agir para manter a estabilidade, diz iFood

Do UOL, em São Paulo

07/04/2020 13h25

O vice-presidente do iFood, Diego Barreto, afirmou hoje no UOL Debate que os entregadores da empresa estão funcionando como um "balão de oxigênio" da economia nesse momento de crise.

O executivo ressaltou que as medidas econômicas tomadas pelo governo ainda devem demorar algum tempo para fazer efeito e, por isso, a iniciativa privada tem um papel importante nos primeiros 30 dias de crise "para que a economia possa se estabilizar". Para ele, o iFood tem papel relevante, por exemplo, ao permitir que as pessoas fiquem em casa na hora de consumir.

"O que a gente tem visto aqui é as empresas reduzindo os custos de servir para ter capacidade de operar", afirmou. Segundo Barreto, o iFood não considera fazer desligamentos do próprio pessoal.

Marcelo Melchior, o CEO da Nestlé na América Latina, elogiou a celeridade do governo em anunciar medidas contra a crise, mas disse que não sabe quais são as ações que vão funcionar na prática.

Melchior disse também que a empresa de alimentos continua funcionando com 90% das lojas abertas para evitar que haja "disrupção" na cadeia de produção.

Economia