PUBLICIDADE
IPCA
0,36 Jul.2020
Topo

Você pode usar cartão de crédito para pagar luz e telefone, mas há custo

Claudia Varella

Colaboração para o UOL, em São Paulo

11/05/2020 04h00

Ficou sem dinheiro no mês para pagar as contas de água, luz e telefone? Você pode pagar esses boletos com o seu cartão de crédito, se esta funcionalidade estiver disponível e habilitada. O cartão de crédito deve estar válido e com limite disponível.

No entanto, alguns cartões cobram taxa para realizar o pagamento de contas. "Então, pode não ser vantajoso pagar conta com cartão. Além disso, você vai ocupar uma parte do limite do seu cartão, e de nada adianta pagar essas contas e não pagar toda a fatura", afirmou Joyce Carla, gerente do Serasa Consumidor.

Conheça os custos antes

Portanto, antes, conheça os custos deste serviço e analise suas finanças para saber se você terá dinheiro para pagar a fatura integral na data do vencimento do cartão.

Para a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), por meio dessa modalidade, o cliente pode aproveitar a conveniência e outros benefícios do cartão de crédito, como o prazo de até 40 dias para pagar a fatura. "Nesse caso, o cartão ajuda o cliente que não tenha recursos para quitar o boleto imediatamente, podendo assim adiar o desembolso para a data de fechamento da fatura do cartão", afirmou Ricardo Vieira, diretor-executivo da Abecs.

Ele disse, no entanto, que, em qualquer modalidade do cartão, a recomendação sempre é para o cliente planejar os seus gastos e usar o cartão como um aliado, aproveitando sua conveniência e o prazo de pagamento, "mas sem descuidar ou achar que o cartão é um complemento de renda". "O controle das compras e dos vencimentos futuros é essencial para ter as finanças em dia", declarou.

Meu cartão está habilitado para boletos?

O cliente deve verificar se o emissor (banco) do seu cartão oferece essa possibilidade. Ele pode fazer essa consulta por meio dos canais de atendimento, como site, internet banking, aplicativo e telefone, entre outros.

Que tipos de conta podem ser pagos assim?

Se o emissor do cartão de crédito oferecer essa modalidade, o cliente pode realizar o pagamento de contas de consumo (água, luz, telefone) e tributos, como IPTU e IPVA.

Quais os custos desse serviço?

A Abecs informa que eventuais taxas e tarifas podem variar de acordo com cada emissor de cartão. A recomendação é sempre verificar se há incidência de custos extras para realizar essa modalidade.

Cada banco cobra uma tarifa pelo serviço. Para comparar essas tarifas, você pode consultar o Star, o sistema de divulgação de tarifas da Febraban (Federação Brasileira de Bancos).

Segundo Joyce, esse serviço está sujeito a encargos (juros e IOF). Antes da contratação, consulte o CET (Custo Efetivo Total).

Como pagar o boleto com o cartão de crédito via bancos?

Em geral, os bancos oferecem os canais para isso:

1.Internet banking

  • Acesse sua conta pelo internet banking
  • Procure pela opção "Pagamento"
  • Digite o código de barras do boleto
  • Escolha a opção de pagamento "Cartão de Crédito"
  • Autorize o pagamento com a sua senha

2.Aplicativo dos bancos
Para pagar pelos aplicativos dos bancos, o correntista precisa autorizar previamente o aparelho nos caixas eletrônicos ou pelo internet banking. Em alguns casos, para liberar este serviço, pode ser necessário conversar com o gerente do seu banco.

3.Telefone (central de atendimento)
Verifique se o seu banco permite fazer o pagamento de boletos e tributos pela central de atendimento. Confira antes qual o valor a ser cobrado pelo serviço.

Em que situação é recomendável pagar boletos com o cartão de crédito?

De acordo com a Abecs, essa forma de pagamento pode ajudar o cliente que eventualmente não tenha dinheiro para quitar o boleto imediatamente -um dos benefícios do cartão de crédito é o prazo de até 40 dias para pagar a fatura.

É vantajoso?

É vantajoso, segundo a Abecs, para o cliente que planeja seus gastos e usa o cartão de crédito como um aliado, aproveitando o prazo de até 40 dias para pagar a fatura. Mas a recomendação é não descuidar das finanças nem considerar o cartão de crédito como um complemento de sua renda.

A recomendação do Serasa Consumidor é que, se você tiver dinheiro para pagar a conta agora, não use o cartão, evitando pagar eventuais tarifas, taxas e IOF.

"Para quem não tem o dinheiro agora, a recomendação é avaliar seriamente se vale a pena se endividar, caso não consiga quitar a fatura integral do cartão de crédito. Se você precisar ainda parcelar a fatura, juros do crédito rotativo e o IOF cobrado vão incidir sobre o valor restante. Portanto, é importante fazer primeiro uma simulação para ter certeza de que as parcelas vão caber no seu orçamento", disse a gerente do Serasa Consumidor.

O ideal, diz Joyce, é você ter o controle das suas finanças, para pagar as contas em dia, não ficar inadimplente, não usar crédito rotativo do cartão nem entrar no cheque especial ou fazer empréstimo.

"E, principalmente, reduzir os gastos para conseguir pagar as contas sem cair na inadimplência. Economize na conta de luz, troque a conta de celular por um plano pré-pago, reaproveite a água da máquina de lavar para limpar banheiro e quintal, reveja todas as assinaturas que você tenha [academia, streaming etc.]", disse Joyce.