PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Cármen Lúcia, ministra do STF, é entrevistada ao vivo nesta quarta, às 16h

Cármen Lúcia no "Conversas na Crise - Depois do Futuro" (24/06/20) - Arte/IdEA-Unicamp
Cármen Lúcia no "Conversas na Crise - Depois do Futuro" (24/06/20) Imagem: Arte/IdEA-Unicamp

Do UOL, em São Paulo

23/06/2020 17h50

A ministra Cármen Lúcia, do STF (Supremo Tribunal Federal), é a convidada desta quarta-feira (24), às 16h, do ciclo "Conversas na Crise - Depois do Futuro", organizado pelo Instituto de Estudos Avançados (IdEA) da Unicamp em parceria com o UOL.

O programa será transmitido ao vivo pela home do UOL e pelos canais do UOL no YouTube, Facebook e Twitter. Os internautas poderão interagir e fazer perguntas por meio dessas plataformas.

Entre os temas que serão abordados estão os constantes conflitos entre poderes, o papel do Judiciário no pós-pandemia, as audiências online, a judicialização da crise sanitária e as singularidades da Justiça em circunstâncias especiais.

A entrevista será conduzida pelo jornalista Paulo Markun e terá a participação da colunista do UOL Constança Rezende, do cientista político Marco Aurélio Nogueira, professor aposentado da Unesp, e de Carlos Vogt, presidente do Conselho Científico e Cultural do IdEA.

Nascida em Montes Claros (MG), Cármen Lúcia Antunes Rocha é jurista, professora e magistrada. Desde 2006, é ministra do STF, corte que presidiu entre 2016 e 2018. Exerceu também o cargo de ministra do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que presidiu entre 2012 e 2013.

Formada em direito pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1977), é especialista em direito de empresa pela Fundação Dom Cabral (1979) e mestre em direito constitucional pela Universidade Federal de Minas Gerais (1982). Desde 1983, é professora titular de direito constitucional na PUC Minas, além de coordenadora do Núcleo de Direito Constitucional.

"Conversas na Crise - Depois do Futuro" é um desdobramento do projeto "A Crise Brasileira", lançado na Unicamp em setembro de 2019 como iniciativa do IdEA. Com as restrições impostas pela quarentena, as discussões passaram para o ambiente virtual, tendo o UOL como parceiro e foco no debate do futuro pós-pandemia.