PUBLICIDADE
IPCA
0,26 Jun.2020
Topo

Ministro da Infraestrutura critica 'indústria das indenizações' na aviação

Ministro Tarcísio Gomes de Freitas - Luis Macedo 27.ago.2015/Câmara dos Deputados
Ministro Tarcísio Gomes de Freitas Imagem: Luis Macedo 27.ago.2015/Câmara dos Deputados

Do UOL, em São Paulo

23/06/2020 16h06Atualizada em 23/06/2020 17h07

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, afirmou hoje que o governo estuda medidas legais contra a "indústria das indenizações" na aviação.

Em uma live transmitida pelo jornal "Valor Econômico", o ministro disse que o Brasil é o país que mais judicializa disputa com companhias aéreas no mundo, gerando um gasto de R$ 700 milhões a R$ 800 milhões por ano para as empresas.

"Se criou um comércio de indenizações por danos morais pelas razões mais diversas. Se um avião hoje não consegue decolar por falta de teto, a gente indeniza o passageiro por danos morais", afirmou Freitas.

Segundo o ministro, passada a pandemia do coronavírus, o foco será em manter a disponibilidade de assentos e a variedade de destinos para que o preço das passagens não dispare.

Freitas explicou também que o socorro às companhias aéreas no Brasil foi menor do que nos Estados Unidos ou na Europa, por conta das "limitações" postas pela situação fiscal do Brasil.

Economia