PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Mídia e Marketing

Itaú volta a criticar corretores fazendo piada com "coletinho"; XP responde

Post patrocinado do Itaú faz piada com corretores  - Reprodução
Post patrocinado do Itaú faz piada com corretores Imagem: Reprodução

Colaboração para o UOL, em São Paulo

25/06/2020 13h01

Depois de causar polêmica no mercado financeiro com uma campanha na televisão que critica diretamente os corretores de investimento, o Itaú Personnalité migrou suas provocações para as redes sociais.

Nesta quinta-feira (25), o Itaú fez um post pedindo para as pessoas marcarem o amigo "que em 2019 acreditou mais no coletinho do que em uma carteira diversificada". A frase faz referência aos coletes que seriam usados pelos corretores.

A corretora XP respondeu dizendo que o ano é 2020 "e ainda tem gente criticando a roupa dos outros":

Mais tarde, Gabriel Leal, sócio-diretor da corretora, ainda afirmou que a ação de marketing do Itaú nada mais é do que "uma atitude de desespero do banco, que teve a incapacidade de se reinventar" e que o Itaú se beneficia "do desconhecimento do público para ganhar dinheiro".

Entenda a briga

A "briga" começou na noite de terça (23), quando o Itaú veiculou um comercial dizendo que há um conflito de interesses na função de assessor de investimentos, uma vez que as corretoras "pagam comissão para seus assessores de acordo com os investimentos feitos pelos clientes".

Uma das principais empresas que faz este tipo de negócio é a XP, da qual o próprio Itaú é sócio, com 49% do capital. O CEO da XP, Guilherme Benchimol, respondeu ao comercial, que considerou um "ataque" do Itaú.

O executivo afirmou que sua empresa "está há 20 anos lutando contra um sistema financeiro concentrado" e que "nunca se preocupou com o cliente". Benchimol ainda usou o famoso slogan do Itaú, "Feito para você", para afirmar que "se tem algo que o banco não é, nem nunca foi, é ser feito para você".

"Desde o início, levamos educação financeira para as pessoas e mostramos que investimento se faz com visão de longo prazo e transparência. Para alcançar a nossa missão, contamos com mais de 7.000 assessores independentes, que trabalham incansavelmente para trazer as melhores oportunidades para os investidores", disse o executivo, em suas redes sociais.

"A campanha do Itaú só reforça que estamos no caminho certo. Para o maior banco do país, com mais de 90 anos de tradição, ir a público e ofender uma profissão tão fundamental para o desenvolvimento financeiro dos brasileiros, é porque realmente percebeu que não consegue mais competir colocando o cliente em primeiro lugar", declarou o executivo.

A ABAAI (Associação Brasileira de Agentes Autônomos de Investimentos) também se manifestou contra a campanha publicitária do Itaú. Segundo a associação, o comercial faz uma "injúria ao trabalho de mais de 12.000 profissionais certificados", lembrando que "os agentes autônomos de investimentos têm comportamento exemplar no relacionamento com seus clientes".

Assista ao comercial do Itaú:

Mídia e Marketing