PUBLICIDADE
IPCA
-0,38 Mai.2020
Topo

Dólar sobe a R$ 5,44; Bolsa dispara 8,76% no mês e reduz perdas no semestre

Do UOL, em São Paulo*

30/06/2020 17h08

O dólar comercial teve alta de 0,27% e fechou esta terça-feira (30) cotado a R$ 5,44 na venda. O avanço acumulado da moeda norte-americana foi de 1,87% em junho e de 35,56% no primeiro semestre de 2020. O dólar atingiu o ápice em 2020 no dia 13 de maio, com alta acumulada no ano de 47%.

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, terminou o pregão com queda de 0,71%, a 95.055,82 pontos. Com isso, o Ibovespa avançou 8,76% em junho, embora tenha fechado o semestre com perda de 17,8%. A Bolsa chegou a acumular perda de 45% no ano em 23 de março.

O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial. Para quem vai viajar e precisa comprar moeda em corretoras de câmbio, o valor é bem mais alto. de maio

Investidores temem recuo na abertura econômica

O apetite por investimentos mais arriscados nos mercados globais piorou nesta terça-feira. Dados pessimistas de grandes economias da Europa minaram as esperanças de uma rápida recuperação econômica global diante da crise do coronavírus.

Os números ruins eram agravados por temores de uma segunda onda de contaminação, que poderia forçar a volta de medidas restritivas de atividades econômicas.

O número de casos nos Estados Unidos, principalmente, "agrava as preocupações do mercado sobre o risco de as autoridades terem que voltar atrás no processo de reabertura dos negócios", disse à Reuters Luciano Rostagno, estrategista-chefe do banco Mizuho.

Ainda no radar dos investidores, o Parlamento da China sancionou uma lei de segurança nacional para Hong Kong nesta terça-feira. A medida tende a gerar resposta norte-americana, despertando incertezas sobre o futuro do acordo comercial entre as duas maiores economias do mundo.

Segundo Rostagno, o pessimismo compensava dados promissores da China, cuja atividade industrial cresceu a um ritmo mais forte em junho, depois que o governo suspendeu restrições e ampliou o investimento.

Intervenções do BC

Nesta terça-feira, o Banco Central vendeu US$ 365 milhões à vista e 12 mil contratos de swap tradicional, com vencimentos em 3 de novembro de 2020 e 1º de março de 2021.

*Com Reuters

Este conteúdo foi gerado pelo sistema de produção automatizada de notícias do UOL e revisado pela redação antes de ser publicado.

Cotações