PUBLICIDADE
IPCA
0,36 Jul.2020
Topo

Empresa dará 20 semanas de licença remunerada para pais e mães

Getty Images
Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

10/07/2020 22h53

A empresa Japan Tobacco International (JTI), especializada em tabaco e vaping, anunciou hoje uma nova política global que beneficiará pais e mães: 20 semanas (140 dias) de licença remunerada, independentemente de gênero, orientação sexual ou até mesmo de como os colaboradores tiveram filhos, seja por gestação, adoção ou barriga solidária.

A política será adotada aos poucos a partir de 1º de janeiro de 2021 e, segundo pesquisa elaborada pelo grupo Talenses, colocará a empresa no leque de 1% de companhias que atuam no Brasil que oferecem mais de dois meses de licença-paternidade aos funcionários.

Inicialmente, em janeiro de 2021, será implantada a licença-paternidade de quatro semanas (28 dias) e a licença-maternidade de 20 semanas (140 dias); no caso de casais LGBT, será definido um "cuidador primário", que terá licença de 20 semanas, e um "secundário", que, a princípio, terá licença de quatro semanas.

A efetivação total da nova política ocorrerá em janeiro de 2023, momento em que todos os pais e mães terão direito à licença de 140 dias.

"Essa nova política de licença familiar é um grande marco na nossa jornada em busca da diversidade e da igualdade de gênero. Estamos orgulhosos de apresentar esse novo benefício sem distinção de gênero, que apoia todas as famílias e dá a todos os pais oportunidades iguais de passar um tempo de qualidade com seus filhos, sem se preocupar com o impacto que isso poderia ter em suas finanças ou carreiras", disse o presidente global Eddy Pirard.

Líder das operações de tabaco no Brasil, Paulo Saath também comemorou a iniciativa da JTI: "Com essa nova estratégia, a JTI busca apoiar o bem-estar de seus colaboradores, ajudando-os nos estágios iniciais de criação de uma família enquanto continuam a prosperar no trabalho".