PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

"Totalmente equivocado", diz Taurus sobre governo comprar armas no exterior

Salesio Nuhs, presidente da Taurus - Divulgação
Salesio Nuhs, presidente da Taurus Imagem: Divulgação

Ricardo Marchesan

Do UOL, em São Paulo

05/09/2020 04h00

O presidente da fabricante brasileira de armas Taurus, Salesio Nuhs, disse que a decisão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de comprar armas no exterior é "totalmente equivocada" e entende que "os militares não concordam com essa posição".

É uma decisão totalmente equivocada. Certamente o presidente não deve ter sido bem assessorado, porque isso não é somente uma questão comercial, comprar armas aqui no Brasil ou nos Estados Unidos. Isso deveria ser uma questão estratégica de governo que vai ter influência diretamente na Base Industrial de Defesa do Brasil. Todo país que preza pela sua soberania procura formar uma Base Industrial de Defesa forte.
Salesio
Nuhs, presidente da Taurus

O Ministério da Justiça está elaborando um plano para instalar uma comissão provisória com representantes da pasta, da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal nos Estados Unidos com o objetivo de comprar armas para esses órgãos, segundo a "Folha".

O ministro André Mendonça afirmou à Globonews que pretende também atender estados interessados em comprar por meio da Secretaria Nacional de Segurança Pública.

"Tenho certeza que o presidente não está bem assessorado e também entendo que os militares não concordam com essa posição, porque vem contra a própria a Estratégia Nacional de Defesa, que visa fortalecer a Base Industrial de Defesa, que é um decreto presidencial inclusive", diz.

O UOL entrou em contato com os ministérios da Justiça e da Defesa, mas não teve resposta até a publicação dessa reportagem.

Taurus muda linhas para os EUA para vender ao Brasil

O presidente da Taurus afirma que a empresa não está fazendo nenhum contato direto com o governo para tentar reverter a situação, mas que as associações da área de defesa estão tratando desse assunto.

Salesio Nuhs crítica a legislação brasileira que, segundo ele, prejudica a indústria nacional em relação aos importados. Em uma pistola produzida no Brasil, por exemplo, 73% do custo é imposto.

"É um absurdo hoje as empresas brasileiras terem que sair do país para poderem vender para o Brasil, que é o que está acontecendo com a Taurus", afirma.

Ele também critica a lentidão para que os produtos brasileiros sejam homologados para serem vendidos e diz que a Taurus está transferindo algumas linhas de produção para os EUA para poder vender ao Brasil.

"A empresa já está transferindo algumas linhas de produção para sua fábrica nos Estados Unidos, exatamente para poder vender para o Brasil nas mesmas condições das empresas que hoje exportam para o Brasil", afirma. "É lamentável essa decisão e nosso país perderá muito com isso, porém a atual regulamentação impõe essa realidade. Essa política não é viável, não só para a área de defesa, mas para qualquer segmento."