PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Cotações

Bolsa fecha em forte alta de 2,51%, aos 97.919 pontos; dólar cai a R$ 5,588

Amanda Perobelli/Reuters
Imagem: Amanda Perobelli/Reuters

Do UOL, em São Paulo

08/10/2020 17h19Atualizada em 08/10/2020 17h42

O índice Ibovespa, principal indicador da Bolsa de Valores brasileira, fechou o pregão de hoje com valorização de 2,51%, aos 97.919,73 pontos, interrompendo uma sequência de duas quedas consecutivas. Ontem, o Ibovespa encerrou o dia em 95.526,26 pontos, com desvalorização de 0,09%.

Já o dólar comercial terminou a sessão em queda de 0,62%, cotado a R$ 5,588 na venda. No pregão anterior, a moeda norte-americana registrou valorização de 0,5% frente ao real, vendido a R$ 5,623.

O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial. Para quem vai viajar e precisa comprar moeda em corretoras de câmbio, o valor é bem mais alto.

Exterior e varejo influenciam mercado

A alta da Bolsa foi puxada por ações do setor bancário e reforçada pelo movimento positivo no exterior, com o otimismo dos investidores quanto ao progresso nas negociações de estímulos econômicos nos Estados Unidos.

A cotação do dólar, por sua vez, foi impulsionada pelo recorde de vendas no varejo, que atingiram o maior volume da série histórica em agosto, embora as preocupações com as finanças públicas brasileiras ainda persistam.

Apesar dos recentes avanços econômicos, os investidores estão preocupados com a possibilidade de o substituto do Bolsa Família, agora chamado de Renda Cidadã, romper o teto de gastos do governo após informações desencontradas.

"A intenção do governo de criar um novo programa social traz risco adicional à trajetória das contas públicas", observaram economistas do Credit Suisse à Reuters. "Apesar da decisão do governo de revisar a proposta após forte retrocesso, a fonte de recursos para o novo programa permanece incerta. A principal preocupação é a observância do teto de gastos."

(Com Reuters)

Este conteúdo foi gerado pelo sistema de produção automatizada de notícias do UOL e revisado pela redação antes de ser publicado.

Cotações