PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Mídia e Marketing

Reportagem do UOL sobre dossiê antifascista recebe prêmio Patrícia Acioli

O jornalista Rubens Valente na terra indígena Piaraçu, em Mato Grosso. Colunista do UOL foi premiado por revelar a produção de dossiês sobre servidores no Ministério da Justiça - Arquivo pessoal
O jornalista Rubens Valente na terra indígena Piaraçu, em Mato Grosso. Colunista do UOL foi premiado por revelar a produção de dossiês sobre servidores no Ministério da Justiça Imagem: Arquivo pessoal

Do UOL

11/11/2020 17h58

A reportagem do colunista Rubens Valente, do UOL, "Ação sigilosa do governo mira professores e policiais antifascistas", foi premiada com a segunda colocação na 9ª edição do Prêmio Patrícia Acioli de Direitos Humanos. A honraria é concedida pela Amaerj (Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro).

A coluna revelou a existência da produção de um dossiê que listava mais de 500 servidores públicos, a maioria deles ligados ao movimento "Policiais Antifascismo", além de professores e um ex-secretário nacional.

Após a divulgação e a proporção tomada pelo caso, o Ministério da Justiça foi acionado pelo STF (Supremo Tribunal Federal), que ao analisar a questão decidiu ordenar o encerramento do trabalho que levantava informações de cidadãos sem justificativa aceitável.

Os demais trabalhos vencedores na categoria "Reportagens Jornalísticas" foram "A Crise na Saúde no Estado do Rio durante a Pandemia", do jornalista Rubem Berta, em primeiro lugar, e "Guajajara: Terra de Conflitos", da TV Record, em terceiro.

O prêmio da Amaerj homenageia a memória da juíza Patrícia Acioli, assassinada em 2011. São quatro categorias: "Trabalhos dos Magistrados", "Reportagens Jornalísticas", "Práticas Humanísticas" e "Trabalhos Acadêmicos".

Mídia e Marketing