PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

INSS suspende por 2 meses bloqueio de pagamento por falta de prova de vida

Agência do INSS; Previdência Social - Getty Images
Agência do INSS; Previdência Social Imagem: Getty Images

Colaboração para o UOL, em São Paulo

27/11/2020 19h45

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) prorrogou por mais dois meses (novembro e dezembro) a interrupção da suspensão de pagamento de benefícios para aposentados e pensionistas que não fizeram a prova de vida. Com isso, aqueles que não fizeram o procedimento de março a novembro deste ano poderão receber o benefício até o fim de janeiro.

Segundo nota do Instituto, a portaria que alonga o período de interrupção será publicada no Diário da União na próxima segunda-feira.

"Na próxima segunda-feira (30/11) será publicada portaria que prorroga por mais duas competências (novembro e dezembro) a interrupção de bloqueios de pagamento por falta da prova de vida. Assim, quem não fez o procedimento entre março e dezembro desse ano, não terá o benefício bloqueado até o fim de janeiro", diz a nota do INSS.

Por conta da pandemia, a prova de vida nos postos do INSS foram suspensas para os beneficiários que precisava atesta-la de março a novembro deste ano. Dessa forma, o recadastramento de aposentados e pensionistas não foi possível.

Beneficiários precisam fazer a prova de vida anualmente

Todos os anos, aqueles que recebem benefícios do INSS precisam comparecer a uma agência ou ao banco em que é correntista para provar ao Governo que estão vivos. Em caso de não prova, o pagamento é bloqueado.