PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Restaurante Mocotó e marca de roupa fazem curso a distância na pandemia

Vinicius Pereira

Colaboração para o UOL, em São Paulo

18/12/2020 04h00

Restaurantes e marcas de roupas femininas dando cursos virtuais? Foi na educação a distância (EaD) que empresas de setores tão diferentes fizeram suas apostas como forma de aumentar faturamento na pandemia e, de quebra, passar ensinamentos para clientes e novos alunos.

Os nichos são os mais variados. O chef Rodrigo Oliveira, dos famosos dadinhos de tapioca e dono do restaurante Mocotó, em São Paulo, a empresária Letícia Vaz, dona da marca de roupas femininas LV Store, e o músico Thiago Viégas, foram alguns que fizeram com que suas empresas apostassem na EaD.

Usar seu conhecimento específico

A EaD abre muitas oportunidades para quem tem conhecimento em determinadas áreas. Eles podem se expandir para outros negócios. Além disso, a pandemia ajudou a tirar a imagem negativa do EaD.
Charles Bonani, professor da Escola Superior de Empreendedorismo do Sebrae-SP

A Hotmart, uma das maiores plataformas de EaD no Brasil, sentiu o aquecimento da demanda por educação à distância durante a pandemia.

Segundo a empresa, o número de vendas dos produtores de conteúdo aumentou 100% no primeiro semestre, na comparação com os seis primeiros meses do ano passado. O número de produtores de cursos e e-books cresceu 167% no mesmo período.

Do dadinho de tapioca à EaD

O chef Rodrigo Oliveira, dono do restaurante Mocotó, passou a ensinar as receitas do local via EaD - Divulgação - Divulgação
O chef Rodrigo Oliveira, dono do restaurante Mocotó, passou a ensinar as receitas do local via EaD
Imagem: Divulgação

Conhecido por explorar a cozinha brasileira, o chef Rodrigo Oliveira aceitou um convite e desenvolveu um curso EaD com ensinamentos do próprio restaurante, o Mocotó, localizado em São Paulo.

A gente propôs os temas e as receitas. O nosso curso é o que tem mais receitas porque certamente esse tema não se esgota. Ele faz, sim, uma vista aprofundada da cozinha do Mocotó, que tem uma cozinha bastante peculiar.
Rodrigo Oliveira

Nosso negócio é o restaurante. Tudo que está além do restaurante é acessório. O curso não foi pensado com o intuito apenas de gerar receita significativa para o restaurante, mas sinto que agrega muito valor. Há muitos clientes que compraram o curso, gostam de ver o que acontece nos bastidores dos restaurantes, o que está por trás das receitas preferidas.
Rodrigo Oliveira

Marca de roupa ensina empreendedorismo

A empresária Letícia Vaz, dona da marca de roupas femininas LV Store, criou o Método LV - Divulgação - Divulgação
A empresária Letícia Vaz, dona da marca de roupas femininas LV Store, criou o Método LV
Imagem: Divulgação

Para Letícia Vaz, dona da marca de roupas femininas LV Store, a EaD fez com que o conteúdo que ela já produzia de graça passasse a render dinheiro.

Eu já entregava muito conteúdo gratuito pelo YouTube e redes sociais respondendo a dúvidas de outras pequenas empresárias. Com a pandemia, decidi que poderia lançar um curso totalmente online que ajudasse outras pessoas e fosse um outro ramo da minha empresa e que não dependesse do mesmo setor onde já atuo
Letícia Vaz

O curso é voltado a quem deseja empreender digitalmente e complementa a receita mensal da empresa.

Por sermos online, a pandemia acabou nos alavancando porque as pessoas perderam o medo de comprar de forma digital. Mas, com o curso da LV, nossa receita mensal cresceu 50% no lançamento
Letícia Vaz

Aula de música para centenas num dia só

Não é possível um professor dar aula de música para centenas de alunos, individualmente, em um mesmo dia. Por isso, o músico e professor Thiago Viégas optou por migrar as aulas de percussão para o mundo online.

Muitas pessoas queriam aprender a tocar percussão de sambas e pagodes e não tinham onde buscar. Antes, você aprendia sozinho ou nas ruas, nas rodas, nas festas. Mas nem todo lugar tem isso. A oportunidade de estudo a distância é fascinante. No online, a escala é ilimitada. Você grava e pode ter cem alunos estudando ali.
Thiago Viégas

Quando você abre os canais EaD por meio de plataformas, qualquer pessoa pode ofertar o conteúdo de forma online para qualquer lugar. Então, é uma tendência, e isso deve aumentar muito nos próximos anos. O número de escolas, pessoas e empresas deve crescer.
Charles Bonani

Informações:

Curso: A cozinha sertaneja do Mocotó

Curso: Método LV

Curso: Aprendendo Percussão