PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Mídia e Marketing

Para diretora da XP, falar sobre dinheiro tem que deixar de ser um tabu

Renato Pezzotti

Colaboração para o UOL, em São Paulo

04/02/2021 04h01

Nos últimos 20 anos, o número de pessoas físicas que investem na Bolsa de Valores saltou de 75 mil para quase 3 milhões. Para Pethra Ferraz, diretora de marketing da XP, a empresa, ajudou (e muito) a construir este mercado. Pethra é a entrevistada desta semana do podcast Mídia e Marketing.

"Todo o contexto econômico do Brasil somado a esse acesso à informação, a um pilar de educação financeira, fazem a promoção desse mercado. Não existe um fator único, mas somos um dos fatores relevantes que estão promovendo esta mudança. Temos mais de 50% de share dentro deste segmento", diz (no arquivo acima, este trecho está a partir de 9:24).

A executiva ainda declara que este acesso à informação fez com que as pessoas buscassem novas conversas com as marcas. "Precisamos buscar conteúdo relevante, se conectar com as pessoas, promover conversas que reforcem o propósito", afirma (a partir de 13:27).

"No nosso caso, o conteúdo é uma peça fundamental. Acreditamos muito que é através da informação, da transferência de conhecimento, da educação financeira, que a gente vai promover uma mudança de comportamento. Fazer com que cada vez mais as pessoas se empoderem do assunto. Que cada vez menos dinheiro seja um tabu", declara Pethra (a partir de 1:50).

Pethra, que conta com passagens por multinacionais de consumo como Ambev, BRF e Whirlpool, também conta o que a motivou para a mudança de área.

"Queria fazer um movimento para onde pudesse trabalhar com o 'circuito fechado', onde temos o cliente dentro de casa. Esse modelo de mais disrupção me atraiu, por vivenciar um marketing mais orientado a dados e a serviço", conta (a partir de 19:35).

Mídia e Marketing