PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Caixa Tem, usado no auxílio, libera nova atualização, mas é opcional

Do UOL, em Brasília

30/03/2021 04h00

A Caixa Econômica Federal iniciará nesta terça-feira (30) a atualização de dados cadastrais no aplicativo Caixa Tem para quem nasceu em novembro. O app foi usado em 2020 por milhões de brasileiros para receber o auxílio emergencial e deve ser usado novamente este ano. Segundo a Caixa, a atualização não é obrigatória —quem tiver direito ao auxílio ou a outro benefício social vai recebê-lo mesmo se não tiver feito o procedimento.

As regras do auxílio em 2021, com valor menor e para menos pessoas, foram divulgadas neste mês.

A atualização dos dados acontece de forma escalonada, e o calendário segue o mês de nascimento dos clientes. O calendário vai até amanhã (quando poderá atualizar os dados quem nasceu em dezembro). Veja todas as datas mais abaixo neste texto.

Além de ter sido usado para o auxílio emergencial, o app Caixa Tem também serviu para outros pagamentos do governo: o BEm (Benefício Emergencial, pago a quem teve o salário reduzido), o abono salarial do PIS e o saque emergencial do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

Também é usado para movimentar as poupanças digitais gratuitas criadas por lei para o pagamento de benefícios sociais. Desde novembro, beneficiários do Bolsa Família também recebem o depósito na poupança digital.

Não será preciso ir até uma agência para atualizar o cadastro. Segundo o banco, todo o processo poderá ser feito pelo celular.

Veja o calendário completo abaixo

Atualização pede renda, patrimônio e fotos

Na prática, a atualização faz o usuário aderir a uma poupança digital diferente, que recebeu o nome de "Cliente Top". O usuário é obrigado a concordar com um termo de contrato antes de iniciar a atualização.

A Caixa ainda não divulgou quais serão os serviços oferecidos ao "Cliente Top" —o site do banco sequer menciona essa modalidade. Mas o UOL apurou que o foco será em microcrédito e seguros voltados ao público de baixa renda.

Na atualização, após declarar que concorda com os termos de adesão e assinalar a opção "Quero ser um Cliente Top", o usuário precisa informar dados geralmente solicitados por bancos para oferecer linhas de crédito, como:

  • Nacionalidade
  • Endereço
  • Se trabalha e se tem carteira assinada
  • Renda mensal
  • Profissão
  • Patrimônio

Depois de confirmar os dados, o cliente precisa ainda enviar duas fotos. A primeira é de um documento de identificação (RG ou CNH). A segunda, uma "selfie" (foto do próprio rosto) em que a pessoa esteja ao lado do documento da foto anterior.

Como atualizar

O usuário deve clicar em "Atualize seu cadastro" no aplicativo e enviar a documentação solicitada.

PUBLICIDADE