PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Lucro de empresas sobe 102,9% no 4º trimestre de 2020 em relação a 2019

A Azul está no topo da lista das empresas com maiores prejuízos em 2020 - DOUMENJOU Alexandre - MasterFilms
A Azul está no topo da lista das empresas com maiores prejuízos em 2020 Imagem: DOUMENJOU Alexandre - MasterFilms

Colaboração para o UOL

01/04/2021 16h37

Uma pesquisa da plataforma Economatica mostra que o lucro das empresas de capital aberto, no 4º trimestre de 2020, subiu mais de 102,9% com relação ao mesmo período de 2019.

No total, 254 empresas não financeiras e de capital aberto tiveram lucro de R$ 62,1 bilhões. No entanto, no acumulado de 2020, a queda é de 36,8%, impactada principalmente pela variação cambial.

No 4º trimestre de 2020 as empresas registram um ganho financeiro de R$ 4,52 bilhões, o que acaba turbinando o resultado já que esse valor entra como um ganho nos resultados.

No entanto, cinco setores registram queda de lucratividade no 4º trimestre de 2020 com relação ao ano de 2019. Dos 23 setores não financeiros somente o de educação tem prejuízo no 4º trimestre de 2020. O setor de energia elétrica com 33 empresas é o setor com maior lucro acumulado no 4º trimestre de 2020 com R$ 18,7 bilhões, porém valor inferior se comparado com o setor de bancos que no mesmo período lucra R$ 26,3 bilhões.

Os setores de Papel & Celulose e Transportes & Serviços registram prejuízos de mais de R$ -10,0 bilhões no ano de 2020. Os setores de Energia Elétrica e Alimentos & Bebidas têm lucros superiores a R$ 20 bilhões.

Os levantamentos consideram os demonstrativos financeiros entregues à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) até as 20h00h do dia 31 de março de 2021. No resultado trimestral, foram desconsideradas as empresas Vale e Petrobras, porque os dados delas acabam distorcendo a amostra.

As empresas mais lucrativas em 2020

Na tabela, há a lista das 20 empresas mais lucrativas no ano de 2020, que é liderada pela Vale com R$ 26,7 bilhões, seguida pelo ItauUnibanco com R$ 18,9 bilhões e Bradesco com R$ 16,5 bilhões.

Entre elas há cinco bancos, quatro de energia elétrica, três de alimentos & bebidas, mineração e petróleo & gás com duas empresas cada um e outros quatro setores com uma empresa cada.

Empresas com maiores prejuízos em 2020

A Azul está no topo da lista, seguida por Suzano e Oi. Os setores de transporte e serviços e veículos e peças têm três empresas cada um na amostra. Os setores de comércio, papel e celulose e outros aparecem com duas empresas cada um e outros oito setores participam com uma empresa cada um.

A lista completa de empresas está aqui.