PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

SP: Renda Básica Emergencial 2021 foi paga a 1,2 milhão de pessoas em março

Benefício do Renda Básica Emergencial varia entre R$ 100 e R$ 200 - FG Trade/iStock
Benefício do Renda Básica Emergencial varia entre R$ 100 e R$ 200 Imagem: FG Trade/iStock

Do UOL, em São Paulo

02/04/2021 15h31

A prefeitura de São Paulo divulgou, nesta sexta-feira (2), que mais de um 1,2 milhão de pessoas receberam a primeira parcela da Renda Básica Emergencial 2021, repassada em março. O número corresponde a 97% dos pagamentos previstos para a primeira parcela do benefício, segundo a prefeitura.

No total, foram repassados R$ 130 milhões a 469.372 famílias da capital paulista. O benefício é gerado automaticamente, ou seja, as pessoas não precisam ir aos CRAS (Centros de Referência de Assistência Social) nem aos postos do Descomplica SP ou às agências da Caixa Econômica Federal.

Segundo a prefeitura, há casos de pessoas com documentação ou CPF irregulares, ou com alguma informação incompleta no cadastro, que não receberam o dinheiro. Nessas situações, a pessoa deve entrar em contato com a Central 156 ou consultar uma agência da Caixa Econômica Federal para resolver o problema. Os cidadãos podem consultar o status do benefício neste link.

Quem tem direito ao benefício

A Renda Básica Emergencial é um benefício concedido pela prefeitura de São Paulo a famílias em situação de vulnerabilidade, que estavam inscritas no programa Bolsa Família até setembro de 2020. O programa também inclui pessoas com deficiência que não recebem o BPC (Benefício de Prestação Continuada) e as famílias de trabalhadores ambulantes do comércio informal.

Para os ambulantes, é preciso que eles atendam aos critérios do Bolsa Família e que tenham o TPU (Termo de Permissão de Uso) vigente, ou que estejam cadastrados no sistema Tô Legal! para o comércio e a prestação de serviços ambulantes.

Em 2021, o programa tem três parcelas, a serem pagas em março, abril e maio. São R$ 100 por mês. Pessoas com deficiência recebem R$ 200. O calendário de pagamento varia de acordo com o número do NIS (Número de Identificação Social). Em março, os repasses foram feitos entre os dias 25 e 31.

No dia 31 de março a prefeitura também repassou o dinheiro a 2.279 famílias remanescentes da rodada de 2020.