PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Banco digital oferece pagamento via Pix no cartão de crédito, mas tem juros

Antonio Temóteo

Do UOL, em Brasília

10/06/2021 10h49

O Digio, banco digital do Bradesco e do BB (Banco do Brasil), oferecerá aos clientes a partir desta quinta-feira (10) a possibilidade de usar até 40% do limite do cartão de crédito para realizar transferências e pagamentos pelo Pix. Os valores podem variar de R$ 50 a R$ 3.000, mas serão usados na modalidade parcelada em até 12 vezes, com taxa de juros de 9,9% ao mês, acima da média do mercado.

Um cliente com limite de R$ 1.000 no cartão de crédito, por exemplo, poderá usar até R$ 400 do limite para fazer transferências e pagamentos pelo Pix. O valor usado virá parcelado na fatura do cartão, com juros.

Para ter acesso ao parcelamento no aplicativo, é necessário acessar o botão Pix na seção "Minha conta" e depois selecionar "Pagar com Pix". No menu "Como deseja pagar?", o cliente Digio pode escolher a forma de pagamento. Em seguida, deve selecionar a opção de "Parcelar no DigioCartão" e optar pelo número de parcelas desejado.

"Essa funcionalidade mantém a instantaneidade do Pix para os clientes efetuarem transferências mesmo sem o valor necessário na conta de maneira rápida, simples e sem burocracia, visto que o crédito já está pré-aprovado. Em breve, devemos ter outras faixas de juros aos clientes diante do desenvolvimento do produto financeiro. Nossa maior preocupação foi permitir o crédito de forma simples", diz Marcelo Scarpa, diretor-executivo do Digio

Juros acima da média do mercado

Os juros de 9,9% são os mesmos cobrados no parcelamento convencional da fatura, sem uso de Pix, e são maiores do que a média nacional. Dados do BC (Banco Central) mostram que a taxa média do parcelado do cartão de crédito foi de 8,48% ao mês em abril.

O diretor executivo do Digio, Marcelo Scarpa, declarou que a instituição financeira começou a oferecer aos clientes uma taxa de juros personalizada para o parcelamento convencional do cartão, de acordo com o risco de crédito de cada um. A mesma coisa deve ser feita para o parcelamento do Pix.

Ele disse que a medida deve reduzir os juros, mas não detalhou quando isso ocorrerá.

Cuidados para dívida não virar "bola de neve"

Especialistas em educação financeira alertam que os clientes bancários devem usar o cartão de crédito com cuidado para evitar o endividamento. Segundo ele, muitos usuários adicionam o limite do cartão de crédito ao orçamento mensal e gastam mais do que podem. Com isso, iniciam um processo de endividamento em "bola de neve".

Segundo Scarpa, a emissão dos cartões do Digio leva em conta um rigoroso processo de análise de crédito para que os clientes tenham um limite adequado. Ele ainda declarou que a restrição de uso do limite do cartão para Pix, em 40%, visa evitar o endividamento.

"A partir do momento em que aprovamos o cliente para receber o cartão, entendemos que esse limite de crédito é sustentável e razoável para manter os índices de inadimplência em níveis saudáveis", declarou.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado pela empresa, o parcelamento é feito em até 12 vezes, não 24. A matéria foi corrigida.