PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Promoções do Amazon Prime Day frustram e exigem pesquisa por descontos

Nivaldo Souza

Colaboração para o UOL, de São Paulo

21/06/2021 19h16

Se a pandemia reforçou nos brasileiros o hábito de fazer compras online, elevando em 75% as vendas do e-commerce no ano passado, o Amazon Prime Day 2021 prometia uma farra de compras com descontos de até 75% em produtos para casa, celulares, computadores, roupas, perfumes, etc.

Mas o primeiro dia das 48 horas de ofertas prometidas pela gigante americana frustrou expectativas no Brasil. E os consumidores recorreram às redes sociais com queixas e memes.

Os descontos valem para assinantes do Amazon Prime, serviço de streaming e benefícios da empresa - como entregas gratuitas - cuja mensalidade é de R$ 9,90 por mês. A Amazon não informa quantos produtos fazem parte da promoção, mas promete descontos de até 75%.

O UOL lista algumas dicas de como pesquisar para saber se descontos são reais e, com a ajuda do Procon-SP, sugere medidas para evitar cair em 'ciladas' como o aumento de preço às vésperas de datas com promoções.

Em nota, a Amazon diz que encoraja os consumidores a checarem as promoções com regularidade, já que elas duram pouco tempo. "Ao longo dos dois dias de Amazon Prime Day, os consumidores podem encontrar milhares de ofertas em diversas categorias de produtos e grandes marcas, incluindo produtos de pequenos e médios negócios. Nós os incentivamos a voltarem durante as 48 horas do evento para encontrar novas promoções", disse a empresa.

Pesquise e evite afobação

A primeira recomendação é que o consumidor pesquise pelo nome do produto para saber como foi a evolução de preços nas últimas semanas. A busca no Shopping UOL, por exemplo, mostra preços e sites com valores para comparar. O comparativo pode ser feito também em sites como Buscapé e Zoom.

O Procon-SP sugere evitar compras por impulso, avaliando a necessidade real de adquirir um bem. "Não caia na tentação de ser atraído por descontos que podem não ser tão vantajosos assim", afirma o órgão de defesa do consumidor.

Há outras dicas importantes: compre à vista sempre que possível para evitar dívidas; esteja atento para que informações sobre garantia e descritivo de qualidade dos produtos estejam em português.

O Procon-SP recomenda que no caso de comprar de parceiros de marketplaces como a Amazon, o consumidor deve conferir se o vendedor disponibiliza dados como CNPJ ou CPF, endereço, meios de contato (telefone ou e-mail).

Frustração em memes

As queixas maiores são de quem esperava descontos altos em livros, cujo preço no Brasil costuma ser mais elevado que em outros países. Muitos leitores publicaram prints com descontos de R$ 0,01 nos livros desejados.

Um deles chegou a brincar que os descontos só valiam para quem gostava de livros de autoajuda.

Mas nem todos criticaram as promoções. Houve leitor feliz, por exemplo, com a redução de R$ 120 na caixa com todos os livros da saga Harry Potter.

O Amazon Prime Day termina nesta terça-feira (22) e todos as ofertas podem ser conferidas no site da empresa.

Errata: o texto foi atualizado
A matéria foi atualizada para inclusão do posicionamento da Amazon.